É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo

Escolas recebem ações de combate a hanseníase e verminoses

Publicada em 13 de junho de 2018

Atividades fazem parte de campanha nacional Atividades fazem parte de campanha nacional

Durante este mês de junho, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim (Semus) está levando a escolas públicas da cidade as ações da V Campanha Nacional de Hanseníase e Verminoses, voltadas ao público de cinco a 14 anos.

O objetivo é detectar casos de hanseníase precocemente, além de ofertar tratamento para verminoses causadas por agentes como o Ascaris lumbricoides (lombriga), Trichuris trichiuria (verme-chicote) e ancilostomídeos (amarelão), buscando a diminuição da incidência.

Em um primeiro momento, os profissionais de saúde mobilizam alunos e professores, orientando sobre a importância do trabalho. Em um segundo momento, são distribuídos folhetos educativos, pedido de autorização para que seja dado ao aluno remédio contra vermes e fichas de autoexame, para informação de ocorrência de manchas suspeitas.

"Com a ação, esperamos atingir, diretamente, cerca de 25 mil alunos, evitando novos casos desses males, que podem comprometer, significativamente, o sucesso escolar", explica a subsecretária de Atenção Primária da Semus, Márcia Passabom.

Também é conhecida como lepra, a hanseníase acomete, principalmente, a pele e os nervos periféricos. É preciso observar manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo e áreas da pele que não coçam, mas, que causam a sensação de formigamento e ficam dormentes, com diminuição ou ausência de dor, da sensibilidade ao calor, ao frio e ao toque. A evolução da moléstia pode causar invalidez severa, comprometendo a qualidade de vida da vítima.

Já as verminoses em questão são transmitidas por meio do solo, podendo causar a morte porque afetam a situação de nutrição e os processos cognitivos. Durante a campanha, a finalidade será reduzir a carga desses parasitas, que costumam causar anemia, perda de peso, dores abdominais, sangramento intestinal e diarreias frequentes, prejudicando o crescimento e o rendimento escolar.

Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237