É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo

Premiados escritores indígenas participam da Bienal Rubem Braga

Publicada em 16 de maio de 2018

Escritor indígena Daniel Munduruku será um dos participantes da principal mesa de debatesEscritor indígena Daniel Munduruku será um dos participantes da principal mesa de debates

"Raízes do Brasil – influência na formação da sociedade cultural brasileira". Este é o tema da principal mesa de debates da 7ª Bienal Rubem Braga nesta quinta-feira (17), terceiro dia do evento literário que acontece até o próximo domingo (20) na Praça de Fátima, Centro de Cachoeiro. O título faz menção à obra clássica sobre história da cultura brasileira escrita por Sérgio Buarque de Hollanda, que, ao lado de Vinícius de Moraes e Candido Portinari, é um dos ilustres amigos de Rubem homenageados nesta edição.

Na mesa, que será realizada no Auditório Marco Antonio de Carvalho, a compositora Ana de Hollanda (SP), ex-ministra da Cultura e filha de Sérgio Buarque, debaterá com dois escritores indígenas: Daniel Munduruku (PA), pós-doutor em Literatura e autor de mais de 50 livros infantojuvenis e na área de Educação, e Cristino Wapichana, que tem quatro obras literárias no currículo.

“A minha fala terá como objetivo atualizar o público presente a respeito dessas raízes do Brasil, incluindo os povos indígenas, os povos originários. Quero que as pessoas entendam melhor a maneira como os integrantes desses povos se articulam como cidadãos do presente dialogando com suas tradições ancestrais. A informação geral que as pessoas têm sobre os indígenas é equivocada, retrógrada”, comenta Daniel.

Tanto Munduruku quanto Wapichana – sobrenomes que remetem às suas respectivas etnias – receberam prêmios importantes no Brasil e no exterior. Ainda assim, lutam para que produções artísticas e culturais de autores de origem indígena ganhem maior reconhecimento.

“A própria literatura é um instrumento muito novo para os indígenas, então é natural que haja desconhecimento. É comum, mesmo no universo acadêmico, as pessoas questionarem a nossa capacidade de escrever e de produzir. A expectativa é poder levar um pouco da literatura indígena para Cachoeiro e mostrar que nós existimos, nós somos capazes”, completa Daniel.

Redes sociais em debate

Outra atividade de destaque da programação desta quinta-feira é a mesa de debate “Conectado nas redes sociais – como se comportar”, que acontecerá em dois horários: às 9h e às 14h. O objetivo é discutir as relações humanas no universo digital, a partir da experiência de cada integrante da mesa.

As participantes serão a palestrante e consultora Lígia Fascioni, brasileira radicada na Alemanha, a atriz, escritora e youtuber Kenia Maria, do Rio de Janeiro, a escritora cachoeirense Simone Lacerda e o criador do projeto “Um Cartão”, Pedro Henrique – cujas páginas nas redes sociais alcançaram milhões de seguidores exibindo cartões artesanais com frases como “O amor conserta a gente. A gente conserta o mundo”.

Feira do Livro, lançamentos, show e mais

O terceiro dia da Bienal terá ainda diversas outras atividades para todas as faixas etárias, incluindo oficinas artísticas, apresentações teatrais e performáticas, exposições e Feira de Artesanato.

A área de convivência, principal espaço de circulação de visitantes, ficará aberta das 8h às 21h. Haverá, também, o lançamento de cinco livros. Dentre eles está “Carolina: Uma Biografia”, no qual Tom Farias (RJ), um dos palestrantes desta quarta (16), retrata a trajetória da escritora Carolina Maria de Jesus (1914-1977), autora do clássico “Quarto de Despejo – Diário de Uma Favelada”.

Encerrando a programação do dia, a cantora Dudda Felippe será a responsável pelo show da noite no Palco Sérgio Sampaio.

A Bienal

A 7ª Bienal Rubem Braga é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), apoiada pelo governo do estado, Unimed Sul Capixaba, Sebrae, Sesc, Senac, Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes - campus Cachoeiro), TV Gazeta Sul e jornais ES de Fato, Aqui Notícias e Folha do ES.

A programação completa, totalmente gratuita, bem como o espaço para inscrição em mesas-redondas, oficinas e parte das atrações para o público infantojuvenil, podem ser acessados no site oficial: bienalrubembraga.cachoeiro.es.gov.br.

Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237