De quarta (16) a sexta (18)

Abelardo Machado recebe projeto Bairro Empreendedor nesta semana

Ação é organizada pela Sala do Empreendedor, em parceria com a Aderes
Foto: Divulgação/Aderes

Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico local, integrado e sustentável em bairros de Cachoeiro, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec) promove o projeto Bairro Empreendedor, que, nesta semana, de quarta (16) a sexta-feira (18), estará no bairro Abelardo Machado.

Em parceria com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), as atividades serão realizadas por uma unidade do Aderes na Estrada, que estará, das 9h às 17h, estacionada no Auto Posto Cachoeiro, localizado na rua José Rosa Machado.

A ação contará com prestação de diversos serviços voltados para micro e pequenos empreendedores, como formalização e orientações sobre acesso ao microcrédito.

De acordo com a Semdec, o público-alvo principal são os empreendedores informais que buscam a formalização de seu empreendimento, e, também, aqueles que desejam iniciar os seus próprios negócios.

“Nossas equipes estarão percorrendo, ao longo dos próximos meses, diversos bairros de Cachoeiro, com o objetivo de incentivar o empreendedorismo no município. Muitas pessoas já possuem seus próprios negócios informais, mas não sabem que, ao optarem pela formalização, passam a ter direito a benefícios como acesso diferenciado ao microcrédito e emissão de nota fiscal”, comenta o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Francisco Montovanelli.

O projeto Bairro Empreendedor é uma iniciativa da Prefeitura de Cachoeiro em parceria com a Aderes e com o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes).

Vantagens de se tornar um MEI

Um dos principais objetivos das ações itinerantes realizadas pela Semdec é conscientizar a população sobre os benefícios da formalização de seus negócios. O Microempreendedor Individual (MEI) funciona como um modelo simplificado de empresa para quem trabalha por conta própria em atividades não regulamentadas por entidades de classe – como artesão, cabeleireiro, pintor, vendedor de roupas, eletricista, doceiro e dono de minimercado.

As vantagens de ser MEI incluem: direito à previdência social; modelo simplificado de tributação, inscrição no CNPJ sem custo e sem burocracia; direito a benefícios previdenciários: aposentadoria por idade ou por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte (para a família); acesso a produtos e serviços bancários, como crédito, com condições especiais para Microempreendedor Individual; modelo simplificado de tributação, com um valor mensal relativamente baixo e fixo referente aos tributos (INSS, ISS ou ICMS); possibilidade de emitir nota fiscal; oportunidade de vender para o governo dentre outros.