Contra maus-tratos

Abril Laranja: UVZ de Cachoeiro orienta sobre posse responsável de animais

Campanha mundial, Abril Laranja combate crueldade animal
Foto: Divulgação/PMCI

Neste mês, está em evidência a campanha mundial Abril Laranja, dedicada ao combate a maus-tratos contra os animais. Em Cachoeiro, alinhada ao movimento, a Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) destaca a importância da posse responsável de animais domésticos e salienta: abandoná-los é crime.

“Muitas pessoas acham que violência contra os bichinhos se resume a danos físicos, mas não. Abandonar, deixar de cuidar ou impor condições cruéis de sobrevivência também configuram maus-tratos”, alerta o gerente da UVZ Fábio Gava.

Para essas infrações, a lei 9.605-98 – que protege animais silvestres, domésticos e domesticados – determina pena de dois a cinco anos de prisão, além do pagamento de multa e inclusão do nome no registro de antecedente criminal. A legislação abrange punição, também, para outros tipos de violência, como: espancamento, mutilação ou envenenamento; manter o animal em locais não arejados (sem ventilação ou entrada de luz); utilizar animais em espetáculos que possam submetê-los a pânico ou estresse, dentre outros.

Fábio Gava ressalta que aqueles que desejam ter um animal de estimação precisam ter consciência de uma adoção responsável, levando em conta tudo o que será necessário para garantir ao pet um tratamento digno.

“Com a pandemia de Covid-19, as pessoas precisam ficar em casa e isso pode desencadear o desejo pela companhia de um bichinho. No entanto, é preciso ficar claro que um animal não é um objeto, que pode ser descartado – é preciso comprometimento”, frisa.

Qualquer cidadão pode denunciar maus-tratos contra animais. Basta entrar em contato pelo Disque Denúncia (181), 190 ou, ainda, pelo 156, da Ouvidoria Geral do Município.

Ampliação da rede de amparo

Para ampliar a rede de amparo aos animais em Cachoeiro, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) está estruturando a Gerência de Proteção e Bem-Estar Animal.

“O cuidado com os animais é um dever de todos. Estamos trabalhando para formular ações ainda mais engajadas para proteção deles”, salienta a secretária de Meio Ambiente de Cachoeiro, Luana Fonseca.

Pets para adoção

A UVZ de Cachoeiro tem 17 cachorros para adoção. São 13 fêmeas (três filhotes) e quatro machos (um filhote). O interessado em adotar deve procurar a unidade (antigo CCZ), que fica no bairro Aeroporto (rodovia Cachoeiro-Muqui) e atende ao público de segunda a sexta, das 7h às 16h. Para efetuar a adoção, que é gratuita, a pessoa precisa ser maior de idade e apresentar um comprovante de residência, carteira de identidade e CPF, documentos necessários para o registro do termo de responsabilidade pelo bichinho.

A maioria dos animais foi resgatada de situação de maus-tratos e recuperada de zoonoses. Eles já passaram por avaliação veterinária e estão à espera de um novo lar.