Agersa notifica empresa de transporte no 1º dia de greve de motoristas

Também houve itinerários suprimidos, acarretando em novas notificações

A Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Agersa) intensificou o monitoramento das linhas do transporte público durante a greve dos motoristas de ônibus em Cachoeiro de Itapemirim, iniciada nesta terça-feira (11).

Auditores-fiscais do órgão acompanham, nas ruas, o cumprimento da liminar judicial que determina a circulação mínima de 60% da frota das empresas de ônibus nos períodos de pico, tanto pela manhã (das 6h às 9h) como no fim do dia (entre 17h e 20h).

Expedida pelo desembargador Marcello Maciel Mancilha, do Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES), a liminar também exige 50% da frota na malha viária do município durante os horários com menor fluxo no trânsito.

“Os auditores notificaram o Consórcio Novo Trans, porque os ônibus começaram a circular às 6h, bem depois dos primeiros horários do dia. O consórcio terá 72 horas para prestar esclarecimentos”, disse o diretor-presidente da Agersa, Vilson Coelho, ao explicar, também, que foram identificados alguns itinerários suprimidos, acarretando em novas notificações. O trabalho de fiscalização continua enquanto a greve durar.