Mais comodidade

Alunos de escolas municipais atingidas pela enchente serão remanejados

Devido à enchente que atingiu o município de Cachoeiro de Itapemirim, no último dia 25, a Secretaria Municipal de Educação (Seme) fará o remanejamento de, aproximadamente, 140 estudantes das escolas municipais Saturnino Rangel Mauro, localizada no bairro Arariguaba, e Olga Dias da Costa Mendes (prédio provisório), que fica no Coronel Borges.

O objetivo é proporcionar um ambiente mais propício para os alunos. A ação é provisória e preventiva, já que os trabalhos de limpeza e avaliação de perdas são realizados nos espaços afetados. Serão remanejados os alunos da educação infantil, das turmas de Pré I e Pré II. No caso das creches dessas escolas, elas funcionarão no novo prédio da escola Olga Dias, que será inaugurado em breve.

Nesta quinta-feira (6), a Seme realizará uma reunião explicativa com os pais dos alunos. A ação acontecerá nas três escolas que abrigarão os estudantes remanejados, que compõem a região geoescolar das unidades atingidas: às 9h, na Zeni Pires (Amaral), às 11h, na escola Clube do Bosque (Costa e Silva), e às 14h, na Professora Juracy Cruz (São Luiz Gonzaga).

A enchente também atingiu os prédios das escolas municipais Luiz Semprini, em Pacotuba, e Oswaldo Machado, no Baiminas. Porém, após vistorias do setor responsável pela infraestrutura das unidades, foi constatado que elas encontram-se aptas a receber os estudantes.

“Estamos trabalhando de maneira que nossos estudantes não sejam prejudicados com o calendário escolar e permaneçam estudando nas unidades de ensino mais próximas de suas residências, respeitando o número de vagas de cada unidade de ensino”, explica a secretária municipal de educação, Cristina Lens.

Zilma Coelho Pinto

Na escola Zilma Coelho Pinto (antiga Campanha), no bairro Ferroviários, as turmas de Pré I e Pré II retornarão às aulas na próxima segunda (10). A creche, porém, voltará a funcionar no próximo dia 17, uma vez que parte do prédio é ocupado por setores da prefeitura que prestam atendimento a pessoas afetadas pela enchente.

“A administração municipal precisa prestar esse atendimento emergencial à população no espaço da Zilma Coelho. Por isso, pedimos a compreensão dos pais neste momento difícil para Cachoeiro”, completa a secretária.