Escola Zilma Coelho Pinto

Atendimento para auxílio emergencial terá ponto de apoio a partir desta quarta (13)

Servidores que atuarão no atendimento receberam treinamento nesta terça-feira (12)
Foto: Divulgação/PMCI

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim estabelecerá, a partir desta quarta-feira (13), pontos de apoio para atender aos que procuram o auxílio emergencial de R$ 600, oferecido pelo governo federal por conta da pandemia de Covid-19. Quem necessitar de ajuda para se cadastrar no aplicativo de celular da Caixa Econômica Federal poderá procurar a escola municipal Zilma Coelho Pinto (antiga Campanha), de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. Também serão feitos registros no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), para os que precisarem.

Para fazer o cadastro no aplicativo da Caixa Econômica, é necessário portar CPF e um documento de identidade atualizado. Para o CadÚnico, é preciso apresentar documentos originais de todos os membros da família que moram na mesma residência, incluindo: comprovante de residência (mês atual ou anterior); certidão de nascimento ou casamento; CPF (a partir de 16 anos); título de eleitor (a partir de 18 anos); carteira de trabalho; e comprovante de renda (contracheque, extrato de aposentadoria, extrato de seguro-desemprego, extrato de recebimento de pensão).

A determinação de colocar pontos de apoio para ajudar as pessoas que precisam do auxílio emergencial se deu após verificação de que muitos estão se dirigindo até as agências da Caixa Econômica sem realizar o cadastro no aplicativo, gerando grandes aglomerações.

Cerca de 50 servidores das secretarias municipais de Desenvolvimento Social (Semdes), Desenvolvimento Econômico (Semdec) e Educação que atuarão nos atendimentos participaram de um treinamento com a Caixa Econômica, na tarde desta quarta-feira (12).

Os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o Centro POP e a Central de Benefícios Sociais da Ilha da Luz também contribuirão para oferecer orientações à população a respeito do auxílio emergencial.

“Muitas das pessoas que necessitam do auxílio emergencial têm dificuldades utilizar as novas tecnologias ou mesmo de ter acesso à internet. Por isso, após reunião com Caixa Econômica e os outros bancos, decidimos apoiar com essa estratégia, o que evita aglomerações nas portas das agências e diminui a chance de propagação do coronavírus”, afirma o coordenador do Sistema de Comando de Operações (SCO) de combate à Covid-19, Ruy Guedes.

“Procuramos sempre o diálogo com as demais instituições para chegar a soluções conjuntas. A escola Zilma Coelho Pinto tem toda a estrutura para receber essas pessoas da forma adequada. Os demais equipamentos de assistência social da Prefeitura também servirão para as informações chegarem com mais facilidade à população que precisa”, destaca o prefeito Victor Coelho.