Beneficiários de programa habitacional são orientados sobre acesso a serviços públicos

Três encontros foram realizados nesta semana na escola municipal Zilma Coelho Pinto

A prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Habitação (Semutha), realizou nesta semana a segunda etapa do trabalho técnico social com as 416 famílias contempladas pelo programa Minha Casa, Minha Vida com unidades no residencial Otílio Roncette 3, no bairro Gilson Carone. Três encontros foram realizados – segunda (16), terça (17) e quarta-feira (18) – na escola municipal Zilma Coelho Pinto.

Representantes de diversas secretarias municipais participaram das reuniões, com o objetivo de prestar orientações a respeito do acesso a serviços públicos na região do condomínio, como educação, saúde, segurança e transporte público.

Também estiveram presentes representantes da Caixa Econômica Federal, que tiraram dúvidas sobre os direitos e deveres contratuais das famílias beneficiadas. Foi apresentado ainda o Grupo Armini Soares, empresa contratada pela Caixa para fazer a gestão do condomínio – cujas unidades habitacionais serão entregues em data a ser definida pela instituição bancária.

“Essas reuniões têm caráter informativo, educativo, de promoção social e econômica, e contribuem para o desenvolvimento pessoal, comunitário e para a melhoria da qualidade de vida dessas famílias. Ter conhecimento de seus direitos e deveres é um passo essencial em direção à conquista da cidadania”, afirma a secretária municipal de Trabalho e Habitação, Luana Fonseca.

O prefeito Victor Coelho destaca o apoio da administração municipal neste período de transição para os beneficiados. “A mudança para um novo bairro exige alguns cuidados e, um deles, é o reconhecimento de todos os serviços públicos ofertados no local. Nós queremos garantir que esses moradores tenham o acesso a todas as informações necessárias para a convivência no novo condomínio, tanto no quesito interno quanto no externo. Eles precisam estar cientes sobre o relacionamento em vizinhança e de todos os equipamentos públicos à disposição”, comenta.