Símbolo oficial

Brasão do município de Cachoeiro é reformulado

Nova versão preserva elementos da anterior dando a elas contornos mais orgânicos

O município de Cachoeiro de Itapemirim adota, a partir desta terça-feira (1º), uma versão reformulada de seu brasão. Com formas mais orgânicas e seguindo as regras da heráldica, ela preserva os principais elementos do modelo anterior.

O atual brasão tem 36 anos de uso. Criado em 1982, ele não acompanhou as necessidades de usos criadas pelas novas tecnologias, como a internet, nem se adaptou às novas demandas de uso em diversos materiais. Por isso, algumas mudanças foram feitas, tendo como foco o tradicionalismo, o minimalismo e uma aplicabilidade eficiente.

Entre elas destacam-se o uso de uma coroa de cinco torres cinza, em vez de sete, seguindo as regras heráldicas; os ramos de café tiveram um contorno simplificado; os símbolos da cidade foram redesenhados e o nome “Cachoeiro” foi retirado. Agora, constará completo (Cachoeiro de Itapemirim) como um complemento que seguirá abaixo do brasão.

Para facilitar o uso da versão reformulada, a Subsecretaria de Publicidade e Propaganda vai disponibilizá-la para download em três formatos, a partir desta terça, no site da prefeitura, no endereço www.cachoeiro.es.gov.br/a-cidade/hino-bandeira-brasao.

O que significam os símbolos do brasão?

Os ramos de café significam a riqueza agrícola da região. Dentre os símbolos que compõem a parte interna do escudo estão os três monólitos que representam o setor de rochas. A engrenagem ou roda dentada significa a força industrial do município. O desenho da parte inferior esquerda, sem esfera, é uma cabeça de boi estilizada, significando a pecuária. Considerando-se a esfera, vê-se uma figura humana estilizada, significando o povo. A pena em desenho geométrico significa a cultura e as letras cachoeirenses.