Pandemia

Cachoeiro tem melhora nos índices da Covid-19 em junho

Avanço da vacinação é principal fator na redução de casos, mortes e internações
Foto: Márcia Leal/PMCI

Os índices relacionados à Covid-19 em Cachoeiro apresentaram melhora significativa em junho. Houve consolidação na redução do número de casos, óbitos e internações.

Dados do Painel Covid-19 do estado atualizados nesta sexta-feira (25) mostram que a média móvel de casos confirmados da doença, comparada à de 14 dias atrás, apresenta queda de 58,8% – de 69 para 28 por dia, a menor média registrada desde meados de outubro do ano passado.

A queda é mais acentuada que a registrada por municípios da Grande Vitória – Serra, Vitória, Cariacica e Vila Velha – e de outras regiões do estado – Linhares, Colatina, Aracruz e São Mateus.

A tendência de redução desse indicador se mantém desde o fim de maio, quando a média era de cerca de 100 casos confirmados por dia. Além disso, os casos ativos baixaram para o patamar de 200.

Também está em queda a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. A variação, de 1,71 para 1,29, é de 25%. Nesta quinta (24) e nesta sexta-feira (25), o município não teve óbitos confirmados.

“Depois de abril e maio, que foram os dois meses mais letais da pandemia em Cachoeiro, estamos tendo uma diminuição expressiva no número de mortes”, frisa o vice-prefeito Ruy Guedes, que coordena o Sistema de Comando de Operações (SCO) do município na pandemia.

Nos serviços de saúde da cidade, a sobrecarga é menor. A taxa de ocupação de leitos de UTI adulta (públicos e privados), que esteve na casa dos 90% em março e abril, está em 65,98%, de acordo com dados do Portal Covid-19 da Prefeitura de Cachoeiro.

Para o secretário de Saúde de Cachoeiro, Alex Wingler, a melhoria de todos esses índices resulta de um conjunto de fatores, mas se deve, principalmente, ao avanço da vacinação. São mais de 106 mil doses aplicadas no município: mais 75 mil pessoas já receberam a primeira e 31 mil, a segunda.

“Cerca de 50% da população adulta do município já recebeu a primeira dose e 20% tomou as duas. Estamos entre as cidades capixabas com melhor cobertura vacinal. Uma parcela grande dos cachoeirenses está mais protegida, o que contribui para a redução do número de casos, internações e óbitos”, explica.

“Isso é a prova de que está funcionando, de que vale a pena se vacinar e, claro, continuar seguindo os protocolos de prevenção”, complementa.

Wingler destaca, ainda, a importância da testagem, que possibilita o monitoramento dos casos e a quebra de ciclos de transmissão da doença, por meio do isolamento domiciliar de quem testa positivo. Nos últimos 60 dias, mais de 12 mil testes de Covid-19 foram realizados em Cachoeiro. Nesse período, a Prefeitura promoveu ações para testar trabalhadores do comércio e das escolas municipais.

O vice-prefeito Ruy Guedes elenca como fatores importantes, também, as ações decorrentes do decreto nº 30.534, de 30 de abril, que passou a prever multa para quem se recusa a usar máscara de proteção fora de casa.

Em maio, foi realizada ampla campanha de conscientização sobre a obrigatoriedade do uso da máscara e sobre a aplicação, a partir de junho, da punição estabelecida pelo decreto.

“Essa grande mobilização que antecedeu a aplicação da multa e a posterior fiscalização do cumprimento da regra estão tendo o efeito esperado. As pessoas estão respeitando a norma. Em quase um mês de fiscalização, mais de 600 pessoas foram abordadas, mais de 800 estabelecimentos foram visitados e apenas duas multas foram aplicadas, em casos em que houve recusa ao uso máscara ou reincidência da infração. Nosso objetivo não é punir, mas fazer com que a regra seja cumprida”, afirma Guedes.

O vice-prefeito ainda enfatiza a relevância das ações de conscientização realizadas por entidades representativas do comércio, como a Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acisci) e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) do município; do Disk Aglomeração, que recebe denúncias de descumprimento de medidas de prevenção da Covid-19; e do trabalho contínuo de desinfecção de áreas públicas.

“Só conseguiremos vencer essa guerra se houver união de esforços da sociedade civil, do poder público e das atividades privadas. Estamos empenhados no combate à Covid-19 e contamos com a cooperação de todos para que os índices da pandemia sigam melhorando. A população deve continuar aplicando as medidas preventivas”, salienta.

O prefeito Victor Coelho alerta que a melhora do cenário pandêmico não pode representar uma desmobilização das ações de prevenção e enfrentamento.

“A vacinação está avançando, garantindo maior proteção, mas não podemos relaxar com os cuidados individuais e coletivos. Quanto mais nos dedicarmos, mais rapidamente retomaremos a normalidade. Já perdemos 559 vidas para a Covid-19 e muitas famílias estão sofrendo os efeitos da pandemia em casa. Por elas, em favor da vida e pelo bem da economia, não podemos esmorecer”, pede o prefeito.