26 e 27 de maio

Capixabas que se destacam na cena literária infantojuvenil estarão na Bienal Rubem Braga

Isa Colli e Roberta Malta compartilharão suas experiências durante as mesas on-line do evento
Foto: Divulgação

Durante as mesas de debate on-line da 8ª Bienal Rubem Braga, que será realizada pela Prefeitura de Cachoeiro, entre os dias 23 e 29 de maio, a literatura infantojuvenil terá destaque com duas grandes autoras capixabas.

Na quinta-feira (26), quarto dia do evento, a autora Isa Colli participará, às 9h e 14h, da mesa com o tema “Literatura de romance e a expectativa de viver outra vida”, dialogando e trocando experiências com o público sobre o seu processo de escrita. 

A conversa com a escritora poderá ser acompanhada por meio do canal oficial da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo no Youtube (Semcult Cachoeiro).

“O público terá a oportunidade de saber como se escreve um romance; como é o processo de criação dos personagens e como envolver os leitores em uma trama que prenda a atenção do início ao fim. Quem gosta desse tipo de literatura não pode perder essa conversa”, comenta a escritora que, atualmente, reside em Bruxelas, capital da Bélgica e é integrante da Academia Internacional de Literatura Brasileira.

Com 43 títulos infantojuvenis publicados, um romance e um livro de poesia, Isa Colli tem sua própria editora e ajuda a criar oportunidades para outros escritores. Além disso, possui uma vasta experiência em eventos internacionais, como as feiras de Bolonha (Itália), Lisboa (Portugal) e Frankfurt (Alemanha).

“Eu sempre procuro ensinar alguma lição que a criança possa levar para toda vida. Vou dar um exemplo: tenho um livro chamado “Luke, o macaco atleta”, que alerta para os riscos da obesidade infantil de maneira lúdica. Essa obra tem influenciado, de maneira positiva, as crianças, que passam a se inspirar no protagonista Luke”, destaca a autora que, por essa obra, recebeu reconhecimento internacional no 1° encontro Latino-americano do Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana, realizado em 2019.

Nascida em Presidente Kennedy, Colli viveu em Cachoeiro de Itapemirim, durante a década de 80, e diz admirar as crônicas de um dos filhos mais ilustres do município: Rubem Braga. “Gosto muito das crônicas dele. Ele aborda o cotidiano como ninguém, com simplicidade e ironia. É um gênio da literatura”, afirma.

No dia 27 de maio, sexta-feira, será a vez da escritora Roberta Malta, conhecida por seu nome artístico Padmini, que participará da Bienal, às 9h e 14h, também em transmissão on-line.

Natural de Marataízes, hoje mora no Rio de Janeiro, e teve seu primeiro livro, “Fitá”, lançado em 2018. Desde então, publicou outras obras voltadas para o público infantil, como “Senhora incerteza” e “Sonhe-me”. 

“Ao me apaixonar pela literatura infantil, voltei meus olhos também para as crianças, comecei a conviver mais com elas e passei a estar atenta a essa infância imaterial, que pode habitar todos nós. Os livros para a infância podem encantar todas as faixas etárias”, comenta.

Malta é fundadora de uma biblioteca digital de livros para crianças, a Bamboleio, com foco na valorização da leitura na infância, por meio de conteúdos artísticos e relevantes. 

“A literatura tem potencial educativo, no sentido de que transforma e humaniza, mas ela não pode ser didática. Para formar leitores, é preciso correr o risco de não formá-los; confiar na liberdade, no gosto e no ritmo de cada um. Na escola, muitas vezes, pela necessidade de aprendizagem e de avaliação do conhecimento, a literatura anda lado a lado com deveres, prazos e disciplina”, explica.

Sobre sua relação com a obra de Rubem Braga, a autora se revela uma grande admiradora do cronista. “Rubem Braga é totalmente parte da minha formação leitora. Muito nova, eu li aquele clássico livro ‘200 crônicas escolhidas’ e me encantei com seu jeito leve, profundo, emotivo e divertido de ver a vida e contar sobre ela”, destaca.

Programação da 8ª Bienal Rubem Braga

Além de Isa Colli e Roberta Malta, a edição 2022 da Bienal Rubem Braga contará com a participação de outros escritores brasileiros de renome, como Antônio Torres, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), além de Carolina Munhóz, Claufe Rodrigues, Henrique Rodrigues e Micheliny Verunschk. Confira a programação completa do evento no site www.cachoeiro.es.gov.br.