Pandemia

Covid: 11,9 mil já tomaram 2ª dose da vacina, crucial para eficácia da imunização

É necessário ficar atento à data marcada no cartão de vacina para a segunda aplicação
Foto: Márcia Leal/PMCI

De acordo com balanço divulgado na terça-feira (20), pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), 11,9 mil moradores de Cachoeiro já receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19, que é fundamental para garantir a eficácia do imunizante na proteção contra o novo coronavírus. Esse quantitativo representa 5,6% da população do município – levando-se em conta a última estimativa populacional feita pelo IBGE (210.589 habitantes, de 2020).

O número de cachoeirenses contemplados com a segunda aplicação tende a crescer de forma expressiva nos próximos dias, com o vencimento dos prazos para idosos a partir de 65 anos e trabalhadores da saúde.

A Semus reitera que, para saber o dia da aplicação da dose dois, basta consultar a data que foi marcada no cartão de vacina, no momento da primeira dose. O ideal é buscar atendimento na mesma unidade básica de saúde (UBS) em que foi realizada a primeira aplicação.

Já quem recebeu a primeira dose em drive-thru deve ir à UBS mais próxima de casa ou, em último caso, à Policlínica Municipal Bolívar de Abreu.

Não é necessário agendamento para a segunda dose. Basta comparecer às salas de vacina no horário das 7h às 16h, na data marcada no cartão. Caso coincida com um final de semana ou feriado, a vacinação poderá ser realizada no primeiro dia útil após a data original.

Além do cartão de vacina, é necessário levar um documento de identificação (CPF, RG) ou o cartão do SUS para receber a segunda dose.

Se a pessoa, eventualmente, chegar ao local de vacinação em um momento em que a cota diária de vacinas tenha acabado, a equipe da unidade poderá encaminhá-la para outro ponto de vacinação ou reagendará a ação para o dia seguinte.

Em caso de perda do cartão de vacina com a anotação da data da dose dois, é necessário ir até a Policlínica Municipal para consulta ao sistema de informações da imunização e verificação de qual imunizante (Butatan ou Fiocruz) foi aplicado na primeira dose, para cálculo da data da dose dois. Para esse procedimento, é indispensável apresentação do CPF ou identidade.

Por que a segunda dose é fundamental?

O secretário municipal de Saúde, Alex Wingler, alerta que as pessoas que estão com a segunda dose atrasada devem procurar as salas de vacinação o mais breve possível. Ele ressalta a importância de se completar o esquema vacinal:

“Quem deixa de tomar a segunda dose está mais sujeito à infecção e às complicações da Covid-19, em comparação com pessoas que recebem as duas doses. Fica menos resguardado contra o coronavírus e por menos tempo. Só quem recebe as duas doses pode contar com a total eficácia garantida pelos imunizantes e fica mais resistente, inclusive, contra variantes mais potentes do vírus”, frisa.

O secretário ressalta, ainda, que completar o esquema vacinal também é uma questão crucial para a proteção coletiva. “Para que a imunização tenha os efeitos esperados na sociedade, como menor circulação do vírus e menos infectados, precisamos que todas as pessoas dos grupos prioritários autorizados a se vacinarem acessem a máxima proteção oferecida pelas vacinas”, explica, acrescentando que tanto quem tomou a primeira como a segunda dose precisa continuar adotando os cuidados sanitários estabelecidos para prevenção da Covid-19.  

Mais de 47 mil doses aplicadas

A Prefeitura de Cachoeiro segue o Plano Nacional de Imunização e realiza diferentes estratégias para vacinar a população, a partir do número de doses disponibilizadas pelo governo federal e repassadas pelo governo estadual. Até o momento, já foram aplicadas mais de 47 mil doses em cachoeirenses, somando primeiras e segundas. A evolução da vacinação pode ser acompanhada pelo portal www.cachoeiro.es.gov.br/covid19. Os dados da imunização são atualizados às quartas e sextas-feiras.