Ninguém multado

Covid-19: cerca de 200 pessoas abordadas no 1º dia de multa por não uso de máscara

Fiscais percorrem ruas e lojas para verificar aplicação da regra e passar orientações
Foto: Divulgação/PMCI

Nesta terça-feira (1), dia em que começou a valer a multa para quem se recusar a utilizar máscara de proteção contra a Covid-19 em Cachoeiro, cerca de 200 pessoas foram abordadas pelas equipes de fiscalização, seja para exigir a utilização da proteção ou apenas para orientações. Ninguém precisou ser multado.

Os fiscais da Prefeitura de Cachoeiro, acompanhados de guardas-civis municipais, estão percorrendo as ruas do município e os estabelecimentos comerciais para averiguar o cumprimento da nova regra e passar recomendações.

As multas são aplicadas em caso de recusa na utilização do item, mas todas as pessoas abordadas no primeiro dia por não uso – ou uso incorreto, sem cobrir totalmente a boca e o nariz – acataram o pedido dos fiscais.

A regra vale para todos os espaços, públicos e privados, em que haja trânsito de pessoas, como calçadas, praças, lojas, igrejas, escolas e transportes (ônibus, táxis, serviço remunerado por aplicativos).

O valor mínimo da multa é de R$ 997 – ou 50 UFCI (Unidade Fiscal de Cachoeiro de Itapemirim), conforme estabelecido no Código Sanitário do município. Entretanto, o valor pode aumentar em caso de reincidência ou de descumprimento da medida em ambiente fechado – considerado um agravante, de acordo com o decreto nº 30.534. O dinheiro das multas será direcionado ao Fundo Municipal de Saúde.

Em caso de recusa no cumprimento da regra, o autuado terá 15 dias para se defender na esfera administrativa. O não pagamento poderá causar impedimento na emissão de certidões negativas municipais, por exemplo.

Durante o mês de maio, a Prefeitura realizou um trabalho de conscientização pela cidade, com abordagens a pessoas sem máscara, atividades lúdicas com artistas e anúncios por meio de carro de som.

“Constatamos que, a partir do início da aplicação da multa, a população passou a respeitar mais essa regra. É importante destacar que a utilização de máscara de proteção se tornou obrigatória no ano passado, mas muitas pessoas continuaram desrespeitando essa medida sanitária básica. Pedimos a colaboração de toda a população, para que possamos superar esse momento tão desafiador da melhor maneira possível”, afirma o vice-prefeito de Cachoeiro, Ruy Guedes, que coordena o Sistema de Comando Operacional (SCO) para combate à Covid-19 do município.