Proteção

Covid: mais de 50 mil já tomaram 2ª dose da vacina; 5 mil estão atrasados

Muitos idosos ainda não retornaram para a segunda aplicação
Foto: Márcia Leal/PMCI

Cachoeiro ultrapassou, nesta quarta-feira (18), a marca de 50 mil pessoas vacinadas com duas doses contra a Covid-19. Esse número, entretanto, poderia ser 10% maior. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), outras 5 mil já poderiam ter completado o esquema vacinal.

São, principalmente, idosos, pessoas com comorbidades e trabalhadores de estabelecimentos de saúde, que perderam o prazo da segunda aplicação registrado no cartão de vacinas e ainda não retornaram aos locais de imunização para isso.

Mesmo com o atraso, a Semus orienta que essas pessoas procurem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou a Policlínica Municipal Bolívar de Abreu (Centro Municipal de Saúde) para fecharem o ciclo vacinal e garantirem toda a proteção oferecida pelos imunizantes. Não é necessário fazer agendamento.

“A vacinação é um pacto coletivo. Cada um precisa fazer a sua parte para que ela gere os efeitos esperados no controle da pandemia. Então, se chegou o momento de tomar a primeira ou a segunda dose da vacina, não hesite. Os imunizantes são seguros e garantem proteção contra as formas mais graves da Covid-19, basta ver a queda acentuada dos indicadores de casos e óbitos no município. A segunda dose é crucial, nesse sentido. Se, por qualquer motivo, a pessoa perdeu o prazo, independentemente do tempo de atraso, ela deve completar a imunização”, frisa o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.   

Para reduzir o número de pessoas com a segunda dose atrasada, a Semus realizou mutirões de vacinação aos sábados e tem feito busca ativa, com visitas domiciliares de agentes comunitários de saúde, ligações para pacientes cadastrados e orientações nas próprias unidades de saúde.

“No caso de renais crônicos, por exemplo, temos feito a imunização na Santa Casa, com o apoio do setor de hemodiálise, que também tem ajudado a encaminhar à Policlínica Municipal os pacientes que não tivemos oportunidade de vacinar no hospital”, explica Wingler.

A partir da próxima semana, carros de som circularão pelos bairros e distritos do município para reforçar a importância de tomar segunda dose dentro do prazo.

Segunda dose com intervalo menor

Com base em notas técnicas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e frente aos riscos de circulação de novas variantes do coronavírus, a Semus passou a possibilitar a antecipação da segunda dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer. Em vez de três meses a partir da primeira dose, os intervalos podem ser de 70 dias e 78 dias, respectivamente.

“É uma nova possibilidade que estamos oferecendo, não uma regra. Algumas pessoas precisam antecipar, por exemplo, para fazer uma viagem ou por outros compromissos e motivos. É mais nesse sentido que estamos liberando essa antecipação, que também depende do estoque disponível nos locais de vacinação”, explica o secretário municipal de Saúde.   

Quem precise antecipar a segunda dose, seguindo esses prazos, pode procurar a unidade de saúde em que tomou a primeira dose, de segunda a sexta, das 8h às 15h. Caso a unidade não disponha do imunizante naquele momento, a equipe orientará sobre quando voltar para fazer a imunização.

Mais de 175 mil doses aplicadas

De acordo com dados do Painel Covid-19 Cachoeiro (prefeitura.cachoeiro.es.gov.br/covid19), o município aplicou, até quarta-feira (18), 175.649 doses de vacinas contra o coronavírus, sendo 117.823 primeiras doses, 50.981 segundas doses e 6.845 doses únicas (vacina Janssen).