De olho no cartão de vacina!

Data da 2ª dose contra a Covid está próxima? Saiba onde ser imunizado

Locais para imunização variam de acordo com público
Foto: Márcia Leal/PMCI

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro de Itapemirim reforça que as pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 devem ficar atentas à data registrada no cartão de vacinação para tomar a segunda dose.

Pessoas de 18 a 59 anos que foram imunizadas com a primeira dose por terem comorbidades devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou a Policlínica Municipal Bolívar de Abreu (Centro Municipal de Saúde), a partir da data marcada no cartão de vacina. Outras pessoas que estiverem com a segunda dose da AstraZeneca/Fiocruz em atraso, também devem procurar esses locais.

Já as gestantes e puérperas precisam ir à Policlínica Municipal ou às UBS dos bairros Aquidaban e Jardim Itapemirim, para receberem a segunda dose.

No caso dos profissionais da educação, a segunda dose será feita por meio de agendamento realizado pelas escolas, seguindo a data no cartão de vacina e o local será indicado a partir desse agendamento.

Para as pessoas com mais de 35 anos que receberam a primeira dose da vacina Coronavac e já completaram o prazo para a segunda dose, a orientação é se dirigir apenas à Policlínica Municipal.

Em todos esses casos – exceto para os profissionais da educação – não é necessário agendamento prévio para receber a D2, basta levar um documento de identidade com foto e o cartão de vacinas no local de vacinação.

“É importante que as pessoas observem em qual grupo elas se enquadram e a data registrada no cartão para procurar o local correto para tomar a segunda dose o mais breve possível. Completar o esquema vacinal, no caso das vacinas com duas doses, é imprescindível para se ter o máximo de eficiência contra os casos graves e óbitos por Covid-19”, alerta o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

Vai vacinar? Doe alimentos e itens de higiene

As pessoas que se vacinam contra a Covid-19, em Cachoeiro, podem colaborar com a campanha “Compartilhe Amor”, doando, no momento da vacinação na unidade de saúde, alimentos não perecíveis e itens de higiene (álcool em gel e sabão), na quantidade que quiserem. A Prefeitura destina todos os produtos arrecadados a famílias em situação de vulnerabilidade social, para reforçar as ações de combate à insegurança alimentar no município durante a pandemia.