Tempo seco

Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente alertam para riscos de incêndios em vegetação

Clima mais seco facilita a propagação das chamas
Foto: Márcia Leal/PMCI

A Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Cachoeiro alertam a população sobre a propensão a incêndios em áreas de vegetação, devido ao tempo mais seco.

Para evitar os riscos, a orientação é que não sejam praticadas queimadas de lixo em casa, terrenos baldios e pastos. Recentemente, foram registrados focos de incêndio em pastos nos bairros Gilson Carone e Nossa Senhora Aparecida.

Além de causar poluição e problemas de saúde, por causa da fumaça, atear fogo no lixo e em terrenos é considerado crime ambiental, previsto na lei federal nº 9.605/1988. A proibição se aplica, também, às áreas particulares. As infrações são penalizadas, ainda, por legislações municipais correlatas.

“Orientamos que a população faça o despejo dos entulhos e lixos de forma correta, sem recorrer à queima, porque, dessa forma, estaremos preservando não apenas o meio ambiente, como também a saúde humana e animal”, frisa a secretária de Meio Ambiente, Luana Fonseca.

“É importante que as pessoas tenham consciência de que, por causa do tempo seco, a facilidade de propagação do fogo é muito maior, podendo causar transtornos ainda mais drásticos. A melhor medida são a prevenção e a conscientização”, reforça o coordenador da Defesa Civil, Carlos Miranda.

Caso moradores presenciem focos de incêndios, a primeira medida, de acordo com a Defesa Civil, é acionar o Corpo de Bombeiros, pelo 193, para combate das chamas.

Mas também é importante denunciar os responsáveis pelas práticas de queimada, pelos canais da Polícia Ambiental (3521-3358), do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (3522-2386), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (3511-1440) e da Ouvidoria Geral do município (156).