Número recorde

Edital de avaliadores da Lei Rubem Braga atrai profissionais de todo o país

O edital de avaliadores dos projetos culturais da Lei Rubem Braga tem atraído profissionais de diversas partes do Brasil. Até a tarde desta terça-feira (19), mais de 50 pessoas haviam se inscrito, o que já é considerado um número recorde pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult).

Entre os inscritos estão pessoas de estados como Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Piauí, Sergipe, Minas Gerais, Santa Cataria, Goiás, Rio Grande do Norte, Ceará e do próprio Espírito Santo. Os interessados devem se inscrever até 31 de outubro, por meio do compartilhamento de arquivos digitais – confira o edital e os anexos em www.cachoeiro.es.gov.br/editais.

Haverá seleção de um profissional para cada uma das 12 áreas abrangidas no edital de projetos, podendo haver a contratação de um mesmo profissional para mais de uma área. O valor a ser pago é de 10 UFCI (Unidade Fiscal de Cachoeiro de Itapemirim – em 2021, o valor de 1 UFCI é de R$ 19,94) por projeto avaliado, com parecer emitido.

“O número expressivo de inscritos nos dá a certeza de que teremos profissionais altamente qualificados para fazer as avaliações. O lançamento de edital específico para avaliadores, procedimento que passamos a adotar em 2017, garante mais objetividade e transparência à seleção, e todo o setor cultural sai ganhando com isso”, destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Edital de projetos

O edital de seleção de projetos culturais também segue aberto até 31 de outubro. Serão contemplados 60 projetos de até R$ 10 mil em 12 áreas: Música; Dança; Teatro, circo e ópera; Cinema, fotografia e vídeo; Literatura; Artes plásticas, artes gráficas e filatelia; Folclore e capoeira; Carnaval; Artesanato; História; Preservação e restauração de acervo e patrimônio histórico e cultural de museus e centros culturais; e, novidade neste ano, Artes Integradas, que visa abarcar propostas que não se enquadram em apenas uma linguagem artística.

No total, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo investirá R$ 650 mil no pagamento dos projetos e dos avaliadores.