Encerramento do Maio Amarelo teve simuladores de impacto e embriaguez

No convencedor, estudantes experimentaram sensação de batida a 12 km por hora

Equipamentos que ajudam a entender os perigos do trânsito foram atrações do último dia de atividades da campanha Maio Amarelo em Cachoeiro, na manhã desta quinta (30), na Praça Jerônimo Monteiro. A ação foi promovida pela prefeitura, em parceria com a Rádio Diocesana e a Santa Casa, para conscientizar a população sobre os riscos da condução sem observar os quesitos de segurança.

Quem passou pela praça pôde usar óculos que simulam a embriaguez e ver como funcionam os testes de bafômetro, além de experimentar o simulador de impacto, que mostra a importância da utilização do cinto de segurança e deixou muita gente com o coração batendo mais forte.

“A sensação é meio inexplicável. É um susto porque você não espera que seja tão forte. Falaram que chega, no máximo, a 12 km por hora, mas parecia que estava a 80. Já passei por acidente e a sensação foi parecida. Mas, lá, era a vida que estava em jogo”, contou Marcos Henrique Montovanelli Bravin, 15 anos, aluno da escola Liceu Muniz Freire.

Outra que gostou da experiência foi a estudante Ana Clara Suhet, 15. “Foi estranho. Dá medo, muito medo. É muito importante que se façam atividades como essas, porque elas mostram o perigo de se dirigir em alta velocidade e sem cinto”, frisou.

Outras atrações

A programação também teve gincana, com a Rádio Diocesana e alunos da escola “Liceu Muniz Freire”, sobre legislação e placas de trânsito e oferta de testes de glicemia gratuitos pelo Centro Universitário São Camilo-ES. A ação contou, ainda, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Nos arredores da praça, teve blitz educativa, com a distribuição de sacolinhas de lixo para carro, com o tema da campanha Maio Amarelo e um folheto educativo, lembrando a importância da mudança de comportamento para um trânsito mais seguro. Condutores que paravam no semáforo, no local, pessoas que estavam nos pontos de ônibus e transeuntes receberam o material, que foi entregue pela Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito (Semset) e pela Guarda Mirim.

O gerente do setor de Educação de Trânsito, Paulo Bento, fez um balanço positivo das atividades e ressaltou a relevância da campanha: “Atuamos para conscientizar que cada um tem de mudar comportamentos, cada um tem de fazer a sua parte por um trânsito mais seguro”, lembrou.

Mês de conscientização

A campanha Maio Amarelo começou no dia 02 de maio. Ao longo do mês, a prefeitura, por meio do departamento de Educação de Trânsito, fez palestras em escolas e empresas, alcançando mais de 2 mil pessoas e distribuiu 5 mil unidades do material educativo.

“Esse movimento foi muito positivo porque é um momento em que buscamos fazer uma reflexão, com a sociedade civil, para a diminuição de acidentes de trânsito na nossa cidade. O poder público é muito importante nessa área, mas, se não pudermos contar com a sociedade, não poderemos fazer a mudança que queremos. É imprescindível que cada um faça a sua parte”, avalia o secretário de Segurança e Trânsito, Ruy Guedes Barbosa Junior.