Bons resultados

Estudantes cachoeirenses conquistam medalhas nas Paralimpíadas Escolares

Medalhista de ouro, Guilherme de Moraes obteve o primeiro lugar no salto em distância
Foto: Divulgação/Semesp

Mais uma vez, estudantes de Cachoeiro de Itapemirim conquistaram bons resultados nas Paralimpíadas Escolares, um dos maiores eventos esportivos do mundo para jovens com idade escolar, que aconteceu em São Paulo, entre os dias 21 e 26 de novembro.

Seis representantes do município embarcaram junto à delegação que representou o Espírito Santo na competição, que teve disputas realizadas no Centro de Treinamento Paralímpico da capital paulista.

No atletismo, Guilherme de Moraes superou concorrentes de 26 estados brasileiros e conquistou a medalha de ouro no salto em distância, na classe T44. Na natação, Alice Mardegan obteve a medalha de bronze na classe S6 da natação. 

Ambos os atletas são integrantes do programa Bolsa Atleta Cachoeiro da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Qualidade de Vida (Semesp), que apoia jovens competidores de níveis municipal, estadual e nacional em diversas modalidades.

Também com expressivos resultados, Gabriel da Silva (lançamento de dardo) e Gabriel Adão (tênis de mesa) conquistaram, respectivamente, as medalhas de prata e bronze, fechando a campanha cachoeirense na edição 2022 das Paralimpíadas Escolares.

Para participar do evento, os paratletas contaram com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Sesport) e da Semesp.

“Mais um ano de excelentes resultados nas Paralimpíadas Escolares, e nós temos que aplaudir a parabenizar esses jovens por terem representado tão bem nosso município nessa importante competição”, afirma Ramon Silveira, secretário municipal de Esporte, Lazer e Qualidade de Vida de Cachoeiro.

Bolsa Atleta Cachoeiro

Selecionados via edital, os atletas do Bolsa Atleta Cachoeiro recebem auxílio financeiro mensal, pelo período de 12 meses, no valor de R$ 200, na categoria estudantil; R$ 400, na estadual e R$ 500, para os competidores em nível nacional.

O programa é concedido para custear gastos com: alimentação; assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica; medicamentos; suplementos alimentares; transporte para participar de treinamentos e competições; aquisição de material esportivo e vestimenta; pagamentos de técnicos e de mensalidades de academia de ginástica. Neste ano, 23 atletas foram contemplados.