Novos investimentos

Fábrica de papel vai gerar 500 empregos em Cachoeiro

O grupo empresarial Suzano anunciou, nesta quinta-feira (19), que construirá uma fábrica de papel higiênico em Cachoeiro de Itapemirim. As obras, orçadas em R$ 130 milhões, deverão começar em fevereiro de 2020.

A expectativa é de que a nova fábrica gere cerca de 500 empregos. Dessas vagas, 300 deverão ser ocupadas no período de construção e 200, a partir do início das operações, o que está previsto para ocorrer no quarto trimestre de 2020.

“Nós estamos fazendo todos os esforços necessários para que Cachoeiro volte a ser uma cidade economicamente pujante. Esta é uma de muitas empresas que nós estamos lutando para trazer para Cachoeiro, para que seja um município cada vez mais polo do desenvolvimento da região Sul do estado”, afirma o prefeito Victor Coelho.

Além da fábrica da Suzano, outras empresas estão fazendo novos investimentos na cidade. Entre elas estão Supermercado Carone, Lojas Renner, RDG Aços do Brasil, Ri Happy, Banana Food, Dadalto, Unimed Sul Capixaba e Selita.

Dentre as medidas implementadas este ano para atração de novos empreendimentos estão a Lei de Incentivos Fiscais, o Decreto 29.050, que altera a classificação de risco e facilita a abertura de empresas, e a ampliação da Sala do Empreendedor.

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), mais de 1,6 mil novas empresas foram abertas no município em 2019, entre empreendimentos de pequeno e médio porte e microempreendedores individuais.

Mais de 1 mil empregos em 2019

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Cachoeiro apresenta saldo positivo de 1.101 empregos formais gerados entre janeiro e novembro de 2019. Este é o primeiro ano, desde 2014, que o município apresenta saldo positivo em novos postos de trabalho.

O Caged também aponta uma forte tendência de recuperação em Cachoeiro a partir de 2017, com sucessivos decréscimos no saldo negativo, ano após ano.