Ação conjunta

Fiscalização realizou 220 vistorias em estabelecimentos no 1º dia de quarentena

Equipes percorreram 14 localidades de Cachoeiro
Foto: Márcia Leal/PMCI

As equipes de Fiscalização da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim percorreram 14 localidades e realizaram 220 vistorias em estabelecimentos nesta quinta-feira (18), primeiro dia da quarentena decretada pelo governo estadual em todo o território do Espírito Santo. As ações contaram com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

No primeiro dia, o trabalho teve como foco a conscientização dos comerciantes a respeito das medidas restritivas, e apenas dois estabelecimentos foram notificados por descumprimento. Entretanto, quem não se adequar poderá ser interditado.

Atualmente, com exceção de 24 serviços considerados essenciais, os estabelecimentos comerciais do Espírito Santo podem funcionar apenas com entrega por delivery, estando proibida a realização de atendimentos presenciais ou por drive thru até 31 de março.

“Entendemos a situação da população que precisa do seu sustento financeiro, mas o governo estadual decretou a quarentena por 14 dias porque os hospitais chegaram no limite. Se não houver redução da circulação de pessoas e da transmissão do novo coronavírus, o nosso sistema de saúde vai colapsar e a economia também continuará sofrendo. Por isso, fazemos um apelo para que a população saia de casa apenas se for estritamente necessário”, afirma o vice-prefeito de Cachoeiro, Ru Guedes, que coordena o Sistema de Comando Operacional (SCO) para enfrentamento à Covid-19 no município.

Confira mais detalhes das medidas restritivas.

Acumulado

Desde o início da pandemia, as equipes de Fiscalização já realizaram mais de 17 mil vistorias em estabelecimentos. Com as ações desta quinta-feira (18), 330 vistorias já foram realizadas em março deste ano.

Para denúncia de desrespeito às medidas restritivas, a população pode acionar o Disk Aglomeração, pelo telefone 153, pelo site www.cachoeiro.es.gov.br/ouvidoriageral ou pelo aplicativo de celular “Todos Juntos”. A central funciona 24 horas.