Inclusão digital

Inscrições abertas para oficinas de informática na Estação Cidadania – Cultura

Aulas começam em março; cidadãos já podem acessar o espaço gratuitamente para utilizar os computadores
Foto: Divulgação/PMCI

O Telecentro da Estação Cidadania – Cultura “Sérgio Sampaio” (ECC), localizada no bairro Ruy Pinto Bandeira, está ofertando 20 vagas para cursos de informática. As aulas começarão em março e os participantes poderão aprender sobre Windows, Pacote Office (Word, Excel, Power Point) e ferramentas da internet.

As inscrições deverão ser feitas na ECC, de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 16h. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada e a idade mínima exigida é de 16 anos. Os interessados precisam ter o ensino fundamental concluído.

Para se cadastrar, é preciso apresentar os originais e cópias dos documentos de identidade, CPF, foto 3×4 e comprovantes de residência e de escolaridade. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um responsável.

“O objetivo é oferecer, gratuitamente, oportunidades de formação e de capacitação profissional que poderão ajudar no mercado de trabalho. O espaço possui todo o aparato tecnológico e pedagógico para receber a comunidade em geral durante a realização de oficinas e atividades socioeducativas.”, ressalta afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Francisco Montovanelli.

Acesso gratuito ao Telecentro

O Telecentro, que está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), possui 10 computadores com acesso à internet, que podem ser utilizados, gratuitamente, por toda a população, de segunda a sexta-feira, de 8h às 11h e de 12h às 17h.

No local, o cidadão pode utilizar os equipamentos para diversas utilidades, como fazer inscrição em concursos públicos, procurar por vagas de empregos, fazer declaração de imposto de renda, cursar capacitações à distância, além de poder navegar na internet por lazer. O Telecentro também oferece serviços de utilidade pública, tais como emissão de segunda via de tarifas (energia elétrica, telefone e água, dentre outras).

“O telecentro é um projeto relevante para fomentar o desenvolvimento do bairro por meio da inclusão digital e visa contribuir com o desenvolvimento humano, aprimorando a relação entre o cidadão e o poder público para construção de uma cidadania digital e ativa”, explica Francisco Montovanelli.