Até 28 de fevereiro

Inscrições prorrogadas para Concurso de Qualidade do Leite

Primeiro colocado ganhará R$ 8 mil
Foto: Divulgação/PMCI

Foi prorrogado, para o dia 28 de fevereiro, o período de inscrições no IV Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Leite, promovido pela Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por meio da Secretaria municipal de Agricultura e Interior (Semai). As novas datas e prazos foram publicadas na edição desta segunda-feira (20) do Diário Oficial do Município.

Para participar, o produtor precisa ter produção mínima de 20 litros de leite por dia e levar, no ato da inscrição, o Talão de Produtor Rural atualizado, nota fiscal de venda do leite e, em caso de produção industrializada na propriedade, registro no serviço de inspeção oficial e atestado de vacinação contra febre aftosa e brucelose.

Em cada propriedade inscrita, serão coletadas três amostras mensais, durante três meses (março, abril e maio). A divulgação da classificação final e a premiação acontecerão no mês de junho, com data e local a serem definidos em breve pela Semai. Serão premiados os três primeiros colocados, sendo R$ 8 mil para o primeiro, R$ 5 mil para o segundo e R$ 4 mil para o terceiro, totalizando R$ 17 mil de premiação.

As inscrições podem ser feitas de segunda a sexta-feira, nos seguintes locais: na Subsecretaria de Infraestrutura da Semai (Parque de Exposições do Aeroporto), das 7h às 11h e das 12h às 16h; na sede da Selita, (Av. Dr. Aristides Campos, 294, Campo Leopoldina), das 8h às 17h; na Escola Família Agrícola (Pacotuba, Fazenda Experimental Bananal do Norte), das 8h às 16h; no escritório do Incaper (R. Dom Fernando, 29, Independência); e em Castelo, na Cooperativa Agrária Mista do município – Cacal – (R. Jocarly Garcia, 495, bairro São Miguel).

“Estamos com uma boa expectativa para esta edição. Quando o produtor preserva um bom padrão na produção do seu leite, beneficia, também, o consumidor, que terá um produto de qualidade na mesa. O concurso, além de premiar os produtores pelo resultado das práticas corretas desde o manejo do rebanho até a ordenha, mostra a boa qualidade do leite de nossa região”, comenta a secretária municipal de Agricultura e Interior em exercício, Hérika Gomes Bahiense.