Auxílio

Mais 172 famílias de Cachoeiro recebem Cartão Reconstrução na quarta-feira (3)

O benefício é para as famílias que tiveram imóveis e materiais atingidos pela enchente de janeiro
Foto: Márcia Leal/PMCI

Na quarta-feira (3), será realizada a quarta etapa de entrega do Cartão Reconstrução ES para as famílias de Cachoeiro que tiveram imóveis atingidos pela enchente de janeiro deste ano. Mais 172 famílias receberão o auxílio financeiro de R$ 3 mil concedido pelo governo estadual.

Os titulares do benefício deverão comparecer ao Pavilhão de Eventos da Ilha da Luz, com um documento de identificação com foto – veja a lista com os nomes dos beneficiários e horários para comparecimento.

O auxílio liberado poderá ser usado para compra de material de construção para reformas, eletrodomésticos, móveis ou outros utensílios que foram perdidos ou danificados pela chuva. O beneficiário terá seis meses, a contar da data de retirada do cartão, para utilizar o valor liberado.

A entrega conta com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes). “É importante que os beneficiários fiquem atentos ao horário de comparecimento, para evitar aglomerações e que sigam as regras preventivas, como o uso de máscaras e distanciamento necessário nas filas, contribuindo com a segurança de todos e com o trabalho dos servidores no local”, frisa a secretária de Desenvolvimento Social de Cachoeiro, Márcia Bezerra.

Nas três etapas de entrega anteriores, 322 famílias cachoeirenses receberam seus cartões. Os requerentes não contemplados nessa etapa serão atendidos nas próximas remessas de pagamento.

Ainda há tempo para novos cadastros

As famílias que tiveram imóveis afetados pela enchente de janeiro, que se enquadram no perfil de renda do programa (até três salários mínimos) e ainda não solicitaram o cartão, podem se cadastrar até o dia 30 deste mês.

Para isso, é preciso ir à sede da Semdes, na Ilha da Luz, de segunda a sexta, das 12h às 18h, portando documentos pessoais de todos membros da família e o documento oficial emitido pela Defesa Civil ou pelo Corpo de Bombeiros que comprove os danos nos imóveis atingidos. As famílias que não possuem Cadastro Único ou estejam com os dados do cadastro desatualizados serão orientadas a fazer a inscrição ou atualização necessária.