Vigilância

Novo sistema de videomonitoramento de Cachoeiro entra em funcionamento

No total, há 72 câmeras instaladas em diversos pontos do município
Foto: Márcia Leal/PMCI

A nova central de videomonitoramento de Cachoeiro de Itapemirim já está em funcionamento. No total, o sistema conta com 72 câmeras instaladas em diversos pontos do município e a vigilância, na sala de operação, é realizada 24 horas por servidores da Prefeitura.

Das novas câmeras instaladas, seis são do tipo PTZ, que possuem tecnologia, para identificar sinais de possíveis eventos adversos, como assaltos e incêndios. Outras 26 câmeras, instaladas em cinco pontos, têm capacidade para identificar veículos que avançam semáforos ou ficam parados em cima de faixas de pedestres – entretanto, não haverá registros de ocorrência para aplicação de multas, por enquanto.

Em outros dois pontos da região central da cidade, foram colocados totens de segurança com câmeras 360º. Eles possuem botões de pânico e, assim como as câmeras PTZ, áudio bidirecional, composto por cornetas e interfones, permitindo a comunicação entre a central de videomonitoramento e as pessoas nas vias públicas, em caso de emergências. A previsão é de que o sistema de comunicação por áudio comece a funcionar até o final da semana que vem.

Além disso, as outras 40 câmeras de vigilância que o município já possuía foram incorporadas ao novo sistema.

“Esta é a primeira etapa do processo de implantação do novo sistema eletrônico de segurança. Mesmo que ele ainda não esteja funcionando em sua totalidade, a ampliação da capacidade de videomonitoramento representa um grande avanço para as ações na área, em Cachoeiro, proporcionando uma maior sensação de segurança para a população”, destaca o secretário municipal de Segurança, Francisco Inácio Daroz.

Segunda etapa

Uma segunda etapa do processo de implantação abrangerá o Cerco Inteligente de Segurança, com instalação de 15 câmeras capazes de identificar placas de veículos com restrição de furto e roubo, em mais sete locais, e o início da identificação de veículos que avançam semáforos ou ficam parados em cima de faixas de pedestres.

Para o Cerco Inteligente, a empresa responsável pela implantação aguarda autorizações do Departamento de Edificações e Rodovias do Estado do Espírito Santo (DER-ES) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), para instalar os equipamentos em rodovias que não pertencem ao município.

No caso do avanço semafórico, ainda é preciso adequar o sistema junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES). Após esse processo, ainda haverá um período de campanha educativa a respeito do novo sistema antes de começar o registro de infrações.

A expectativa é de que as liberações, junto aos órgãos responsáveis, saiam ainda neste mês de julho, para que o trabalho seja iniciado e concluído em cerca de 30 dias.

A Prefeitura de Cachoeiro investirá, no novo sistema, R$ 2.574.364,80, com recursos do Fundo Municipal de Trânsito e um complemento de verba própria. O valor corresponde à contratação anual dos serviços.