Novas redes coletoras

Obras do Tratar retiram lançamentos de esgoto em córrego de Soturno

Distrito ganhou 2,5 mil metros de novas redes coletoras
Foto: Divulgação/Agersa

Soturno já conta com mais de 800 metros de novos coletores tronco de esgoto executados entre a sede do distrito e a localidade de Pantanal. Além do coletor tronco, já foram executadas, na região de Sambra, também no distrito, um trecho de 1.776 metros de novas redes de esgoto.

As obras na região tiveram início em janeiro de 2021 e fazem parte do projeto Tratar, desenvolvido pela Agersa (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cachoeiro de Itapemirim) em parceria com a Concessionária de água e esgoto de Cachoeiro.

De acordo com Vanderley Teodoro de Souza, diretor-presidente da Agersa, o projeto de redes de esgoto, nessa região de Soturno, está pronto há cerca de 4 anos, mas vinha aguardando acordo de servidão entre o dono da propriedade, por onde as redes agora passam, e a empresa concessionária.

“Estamos muito satisfeitos com o avanço do serviço de coleta em Pantanal, pois era uma demanda antiga, e agora já estamos realizando interligações de redes e, também, ligações nas casas para uso imediato dos moradores”, destaca Vanderley Teodoro de Souza.

Na última quinta-feira (1º), a Agersa realizou uma reunião com os moradores da região, para esclarecer os benefícios dos serviços de saneamento para a população e para o meio ambiente. Na região, havia certa resistência por parte de moradores à adesão aos serviços de esgotamento sanitário e abastecimento de água, especialmente, devido à questão dos custos da tarifa mensal.

“Fizemos um trabalho de conscientização, para destacar a importância do serviço de esgotamento sanitário e, durante a própria reunião, já tivemos retornos positivos de moradores, que já estão de acordo em receber a rede de água e esgoto”, salienta o diretor-presidente da Agersa.

Com a execução das novas redes, o sistema coletor da região fica mais eficiente por eliminar redes mistas e lançamentos irregulares nos corpos d’água.

Assim que forem concluídos os trabalhos em Pantanal, as equipes seguem para a comunidade de Canto Feliz, também no distrito de Soturno.