Prefeitura orienta beneficiários do Minha Casa, Minha Vida em Cachoeiro

As 496 famílias contempladas com unidades no residencial Esperança participam de encontros nesta semana

A prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim iniciou nesta semana uma série de encontros com as 496 famílias do município que foram contempladas pelo programa Minha Casa, Minha Vida com unidades no Residencial Esperança, no bairro Marbrasa.

Os encontros acontecem na escola municipal Zilma Coelho Pinto (Campanha), no bairro Ferroviários, onde representantes da Secretaria Municipal de Trabalho e Habitação, da Caixa Econômica Federal e da empresa responsável pela obra esclarecem às famílias detalhes do programa, da construção dos imóveis e do pagamento das parcelas, dentre outras questões.

À primeira reunião, na terça-feira (29), e à segunda, nesta quarta (30), compareceram, ao todo, 340 famílias. A última, marcada para esta quinta (1º), às 19h, vai contar com a presença de 156.

O prefeito Carlos Casteglione, que participa das reuniões, comenta sobre a atual fase do programa no município. “É uma felicidade enorme poder compartilhar com todas essas famílias um momento importante como esse, que é a realização do sonho da casa própria. Mais feliz ainda porque a gente vê a qualidade da obra que está sendo entregue e isso nos motiva a trabalhar ainda mais para fazer o melhor por quem mais precisa. É um investimento que faz a diferença na vida das pessoas e estamos animados, porque essas são as primeiras unidades de muitas outras que estão em construção e vamos entregar para os cachoeirenses que forem contemplados”, avalia.

A segunda etapa dos encontros, que também será na escola Zilma Coelho Pinto, está agendada para os dias 20, 21 e 22 deste mês, quando membros de algumas secretarias municipais (como Saúde, Educação e Defesa Social) e da Agersa vão apresentar serviços que deverão ofertar na região.

Sorteio é próxima etapa

A secretária municipal de Trabalho e Habitação, Adriana Colombiano, adianta que, em 27 de outubro, será realizado o sorteio de distribuição das 496 unidades habitacionais. “Selecionaremos 15 beneficiários para acompanhar esse sorteio”, explica ela.

Após essa fase, ainda de acordo com a secretária, as famílias serão inseridas no cronograma de visita aos imóveis. “Elas terão a oportunidade de fazer uma espécie de check list. Caso encontrem algum tipo de falha na obra, terão direito a solicitar reparos. Depois de tudo isso, enfim, poderão assinar o contrato com a Caixa”, acrescenta.