Educação financeira

Procon dá dicas sobre orçamento familiar durante pandemia

Devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o Procon de Cachoeiro oferece orientações para lidar com o orçamento familiar neste período. De acordo com o órgão de defesa consumidor, com um bom planejamento, é possível encontrar uma solução para saldar dívidas e evitar novos débitos.

O período de isolamento social pode, muitas vezes, elevar a ansiedade e fazer com que o indivíduo acabe comprando na internet por meio do cartão de crédito. Portanto, é recomendado fazer uma economia para tentar efetuar a compra à vista ou negociar uma entrada e abater o restante dentro do orçamento, evitando, assim, ficar com saldo negativo. Procure renegociar débitos existentes.

O órgão municipal recomenda que medidas de educação financeira adotadas agora devem se tornar permanentes. “Nunca faça contas maiores do que sua receita pode suportar. Antes de adquirir qualquer bem, use o seguinte tripé: Estou podendo gastar? Estou precisando? Está com preço bom? Avalie suas respostas antes de qualquer compra”, aconselha o coordenador do Procon de Cachoeiro, Osvaldo de Souza.


Outras dicas

  • Outra fonte de receita virá pelo corte de gastos, e, para isso, é necessário organizar um planejamento com todas as despesas.
  • Fazer uma lista de compras antes de ir ao supermercado para evitar comprar itens desnecessários, adquiridos por impulso, e esquecer os mais essenciais.
  • Quanto mais detalhado o orçamento, melhor. O maior benefício está relacionado a evitar gastos desnecessários, pois, muitas vezes, são as pequenas despesas que mais penalizam.
  • Inicie estimando a receita mensal da família, assim, poderá calcular os percentuais dos gastos sobre essa renda. Lembre-se de considerar os ganhos de décimo terceiro e adicional de férias.
  • Os itens cujos gastos estejam com percentuais acima do desejado devem ser, prioritariamente, reavaliados. Depois de elencar todos os gastos, classifique as despesas em fixas, como aluguel e plano de saúde, e variáveis, como água, luz, farmácia, e veja o que pode ser ajustado.
  • Busque cortar ou reduzir as despesas fixas. Por exemplo, negociar desconto no aluguel do seu imóvel com o proprietário; analisar a adequação dos gastos de internet, TV e celular e redução da despesa da iluminação de áreas comuns do condomínio.