Produtores rurais de São Vicente conhecem modelos de circuito turístico

Grupo visitou o circuitos dos Imigrantes e do Vale Viver Corindiba, em Anchieta

Um grupo de produtores rurais de Boa Vista e Alto São Vicente, no interior de Cachoeiro, participou da terceira missão técnica do projeto de Turismo Rural, da prefeitura de Cachoeiro. Realizada nesta quarta-feira (18), no Circuito dos Imigrantes e no Circuito Vale Viver Corindiba, em Anchieta, a atividade faz parte das ações para formação do circuito turístico do distrito de São Vicente.

Durante a visita, os produtores puderam sanar dúvidas sobre os empreendimentos locais e a implantação do circuito, além de vivenciarem o roteiro rural, composto por diversas agroindústrias e restaurantes típicos. Durante o trajeto, os participantes tiveram ajuda de um guia profissional.

“Em Anchieta, nós presenciamos diversas atividades importantes que nos fortaleceram e nos deixaram entusiasmados para colocar em prática em nosso município. Conhecendo melhor a região, percebemos que nossa realidade é parecida e nós temos total capacidade e condição de implantar um circuito também. Agradeço sempre à prefeitura pelo apoio, estamos todos muito entusiasmados com a ideia”, afirma Cláudia Patussi Pacine, participante da visita técnica.

Além de visitas a circuitos turísticos capixabas consolidados, o projeto de Turismo Rural da Secretaria Municipal de Agricultura e Interior (Semai) também oferece cursos de capacitação aos produtores. O objetivo da iniciativa é gerar alternativas de emprego e renda para os agricultores e seus familiares, a partir da oferta de produtos agrícolas e serviços de lazer, aproveitando os atrativos naturais do interior cachoeirense.

Participando do projeto, os produtores aprendem sobre como empreender no meio rural e desenvolver o turismo, explorando atividades nos ramos de alimentação, hospedagem, passeios, transporte, dente outros.

“Essas missões técnicas que temos feito com os agricultores cumprem o papel de colocá-los em contato com a realidade daqueles que estão com experiência no ramo. O grupo está evoluindo muito bem, e começando a se decidir sobre qual atividade desenvolver. Nossa expectativa é que, em breve, o turista que desejar visitar a região da Pedra da Penha já conte com uma estrutura de apoio, com segurança e conforto”, explica o secretário de Agricultura e Interior, Robertson Valladão.