Oportunidade

Programa Acessuas Trabalho abre inscrições para oficina de manicure

Ação acontecerá na próxima terça-feira (29), na sede do Senac de Cachoeiro
Foto: Reprodução/Web

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) de Cachoeiro, por meio do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho), realizará, nesta terça-feira (29), uma oficina com o tema “Práticas de trabalho da Manicure”.

A ação acontecerá às 14h, na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Cachoeiro, localizado na avenida Jones dos Santos Neves, número 253, bairro Santo Antônio.

O público-alvo são pessoas entre 14 e 59 anos inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Para participar, o interessado deve preencher um formulário on-line, que pode ser acessado no endereço: bit.ly/oficinamanicure. São 20 vagas disponíveis.

O objetivo, de acordo com a Semdes, é proporcionar um momento de capacitação por meio da difusão de técnicas e conhecimentos na área de manicure, voltado àqueles que já atuam ou desejam conhecer o segmento.

Mais informações sobre a oficina podem ser obtidas pelo telefone (28) 99968-6834.

Programa Acessuas Trabalho

O Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho) busca a autonomia das famílias usuárias da Política de Assistência Social, por meio da integração ao mundo do trabalho.

A iniciativa faz parte de um conjunto de ações de articulação de políticas públicas e de mobilização, encaminhamento e acompanhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade e/ou risco social para acesso a oportunidades afeitas ao trabalho e emprego.

O programa é voltado para quem tem de 14 e 59 anos, com prioridade para usuários de serviços, projetos e programas de transferência de renda socioassistenciais.

Podem acessar o Acessuas pessoas com deficiência; jovens do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; inscritos no Cadastro Único (CadÚnico); adolescentes e jovens no sistema socioeducativo e egressos; famílias com presença de trabalho infantil, com pessoas em situação de privação de liberdade e com crianças em situação de acolhimento provisório; população em situação de rua; indivíduos e famílias moradoras em territórios de risco em decorrência do tráfico de drogas; egressos do sistema penal; beneficiários do Programa Bolsa Família; pessoas retiradas situações análogas à escravidão; mulheres vítimas de violência; adolescentes vítimas de exploração sexual; população LGBTQIA+; entre outros.