Recuperação

Projetos para reforma do Teatro Municipal Rubem Braga avançam

Para a recuperação e modernização do espaço é necessária a elaboração de dez projetos técnicos
Foto: Divulgação/PMCI

Nesta segunda-feira (23), o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, assinou ordem de serviço para execução de projetos que fazem parte da obra de reforma do Teatro Municipal Rubem Braga, severamente atingindo pela enchente de 2020. A cerimônia contou com as presenças de secretários municipais e representantes da empresa licitada e do Conselho Municipal de Política Cultural.

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) contratou uma empresa especializada, via licitação, para a elaboração e execução de cinco projetos específicos: cenotécnica, iluminação cênica, sonorização, acústica e ambientação.

O projeto da cenotécnica visa proporcionar recursos cênicos que possibilitem a utilização de cenários para diversos eventos (espetáculos, shows, dentre outros). O de iluminação cênica vai desenvolver projeções de luzes móveis, com circuitos separados monitorados por mesa de controle.

Contemplar o tratamento acústico do sistema de ar condicionado, de maneira a atenuar o ruído produzido pelos equipamentos, fará parte do projeto de sonorização e acústica. Os trabalhos permitirão elaboração de épura acústica, possibilitando atividades de palestras, debates, apresentações teatrais, apresentações musicais e audiovisuais amplificadas.

Já o projeto de ambientação comporta a instalações de ar-condicionado e ventilação mecânica, com controles setorizados. O objetivo é obter um sistema de captação, tratamento e distribuição de ar condicionados a fim de proporcionar conforto térmico à edificação.

“O Teatro Rubem Braga é o maior instrumento de fomento à cultura de Cachoeiro. Desde que ele foi afetado pela enchente, houve uma mobilização séria para a reconstrução desse importante espaço. Estamos avançando e trabalhando para que a conclusão da obra seja eficiente e para entregar um espaço de nível profissional para que os nossos artistas e munícipes tenham a melhor experiência possível, neste que é local de sonhos”, salienta a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

A presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Paula Garruth, esteve presente na cerimônia e destacou a falta que o teatro faz para a expansão da cultura e a importância do espaço para classe artística. “Estivemos num papel de cobrança pela reforma do teatro, justamente, porque estendemos a importância e a força daquele espaço. Tanto para aqueles que sobem ao palco, em apresentações diversas, quanto para as pessoas que vão assistir esses espetáculos”, completa.

“Fazer renascer o Teatro Rubem Braga é uma missão da nossa gestão. A elaboração e execução desses projetos é mais um passo para que possamos fazer a tão sonhada reabertura desse espaço que é fundamental para a história de Cachoeiro. Afinal, sem cultura não há construção de história”, ressaltou o prefeito Victor Coelho.

Para a reforma total é necessária a elaboração de dez projetos. Cinco são específicos e coordenados pela empresa contratada. A outra metade ficou sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras e está praticamente finalizada. São referentes à parte estrutural, arquitetônica, hidráulica, elétrica e de acessibilidade.

Assim que todos esses projetos ficarem prontos, a Prefeitura poderá lançar o edital para contratação da empresa que executará as obras. A previsão é de que essa concorrência pública seja aberta no segundo semestre deste ano.