Trabalho continua

Recuperação de pontes afetadas por enchente avança mais uma etapa

Guarda-corpos definitivos começam a ser instalados na ponte Carim Tanure
Foto: Márcia Leal/PMCI

A recuperação estrutural das pontes de Cachoeiro de Itapemirim, danificadas pela enchente de janeiro, avança mais uma etapa. O trabalho é realizado pela Secretaria Municipal de Obras (Semo).

Na ponte Carim Tanure, que liga a avenida Pinheiro Júnior, no bairro Ibitiquara, à rua Sete de Setembro, no Centro, próximo à praça Jerônimo Monteiro, foi iniciado o trabalho para substituição dos guarda-corpos de madeira por estruturas definitivas.

As atividades no local deverão ser concluídas até a semana que vem. Logo após, o mesmo trabalho será realizado na ponte João dos Santos Filho, que liga a rua Doutor Deolindo, no bairro Baiminas, à rua Moreira, no bairro Independência (em frente ao Supermercado Carone).

Interditada desde a ocorrência da enchente, a ponte de pedestres que serve de travessia entre a avenida Beira Rio, em frente à rua Pedro Dias (Guandu), e a rua Samuel Levy, no bairro Aquidaban, começa a receber guarda-corpos provisórios de madeira.

Também estão sendo realizadas obras de recuperação de parte da calçada da avenida Beira Rio, em frente à ponte de pedestres Rosalina N. Depoli (outra ligação entre Guandu e Aquidaban), que teve um afundamento e outros danos no piso, mas sem afetar o acesso à ponte.

“A recuperação total dessas pontes é muita aguardada pela população. A cada dia, estamos avançando mais. Nós continuamos com as obras durante o isolamento social por serem serviços essenciais, mas levando em conta todos os cuidados necessários para combater a disseminação do novo coronavírus”, explica o secretário municipal de Obras, Paulo Miranda.

Interior

Pontes do interior de Cachoeiro, danificadas pela enchente, também estão recebendo obras de recuperação. Entre elas, estão a ponte da Cachoeira Alta, sobre o rio Fruteiras, principal via de acesso ao distrito de São Vicente, e a ponte da localidade de Usina São Miguel

O trabalho é realizado por uma empresa contratada pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), com recursos do governo estadual, após solicitação da Prefeitura. A Secretaria Municipal de Agricultura e Interior (Semai) também está fazendo manutenção e melhorias nas vias alternativas.

“Trabalhamos, cada dia mais, para recuperar os prejuízos causados pela enchente de 25 de janeiro, que não foram poucos. Agora, enfrentamos um novo desafio com a pandemia do novo coronavírus, mas a administração municipal não pode parar – sempre, claro, adotando todos os cuidados de segurança”, afirma o prefeito Victor Coelho.