Apoio

Situação de Cachoeiro pós-enchente é tema de reunião com Governo Estadual

Defesa Civil vistoriou residências de Pacotuba e de bairros na área urbana
Foto: Thiers Turini/PMCI

A situação de Cachoeiro de Itapemirim após a enchente do último sábado (25), considerada a pior já registrada no município, foi analisada em reunião na tarde desta terça-feira (28), na escola municipal Zilma Coelho Pinto. No encontro, estiveram presentes representantes da prefeitura, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Estadual, bem como o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e deputados estaduais e federais.

O objetivo da reunião foi alinhar as ações para a reconstrução do município, garantindo o apoio estadual e federal. De acordo com levantamentos preliminares divulgados na ocasião, houve prejuízo estimado de R$ 120 milhões no comércio e R$ 1,4 milhão em prédios e equipamentos públicos. No meio rural, as perdas foram calculadas em, aproximadamente, R$ 20 milhões, com 9 pontes danificadas e 111 quilômetros de estradas a serem recuperadas.

Na parte de infraestrutura urbana, deverão ser gastos mais de R$ 12,5 milhões para construção de muros de arrimo em 32 ruas, R$ 4,5 milhões em tapa-buracos, R$ 542 mil em recapeamento de vias urbanas e R$ 7 milhões em recuperação de pontes e calçadas.

Ainda não há uma previsão de gastos a serem feitos com habitação. Segundo o último levantamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), divulgado na tarde desta terça-feira, há 927 pessoas desalojadas em Cachoeiro atualmente, e 247 pessoas acolhidas em abrigos da prefeitura. O cadastro da Semdes contabiliza 720 famílias, com 2.120 pessoas, que receberam atendimento da assistência social.

A Defesa Civil também vistoriou, nesta terça-feira, todas as residências do distrito de Pacotuba afetadas pela enchente, havendo nove interdições. Também foram vistoriadas as residências do bairro Rubem Braga e parte das residências dos bairros Arariguaba (uma interdição), Coronel Borges e Teixeira Leite (quatro interdições). O trabalho continuará nas áreas urbana e rural pelos próximos dias.

“Cachoeiro viveu a maior cheia do rio Itapemirim na sua história recente. Situação muito grave, com prejuízos muito grandes. Estamos apoiando o município nessa recuperação”, disse o governador Renato Casagrande.

“O decreto de Estado de Calamidade Pública em Cachoeiro foi crucial para a garantia do apoio estadual e federal, tanto para as respostas de curto prazo, quanto para a reconstrução da cidade e apoio ao comércio. Todas as providências estão sendo tomadas para viabilizar recursos para a recuperação do município, e com trabalho em conjunto, conseguiremos sair desta situação”, completou o prefeito Victor Coelho.

Últimas notícias