Diagnóstico

Unidades de saúde intensificam busca por casos de tuberculose em Cachoeiro

Pacientes com sintomas da doença são orientados a fazer exame do escarro
Foto: Márcia Leal/PMCI

Neste mês, em que se celebra o Dia Mundial de Combate à Tuberculose (24 de março), a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro de Itapemirim está intensificando, nas unidades básicas de saúde, o trabalho para diagnosticar a doença e conscientizar a população sobre o tema.

Pacientes que buscam atendimento nas unidades apresentando sintomas da tuberculose, como tosse por mais de três semanas, emagrecimento, febre à tarde e suor noturno, são orientados a fazer o exame de escarro, indicado para detecção da doença.

De acordo com a Semus, o procedimento é rotineiro nas unidades, mas intensificá-lo neste momento é ainda mais importante, pelo fato de que muitas pessoas estão acessando os serviços de saúde com sintomas respiratórios comuns a diversas doenças, como gripe, pneumonia, covid-19 e a própria tuberculose.

“Diante dessa procura maior por atendimento, por parte de pacientes sintomáticos respiratórios, adotamos a estratégia de busca ativa por casos de tuberculose, com foco no diagnóstico diferencial. Isso possibilita que o tratamento seja iniciado o mais cedo possível, reduzindo riscos para saúde do paciente e os riscos de transmissão da doença”, explica o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

No atendimento aos casos suspeitos de tuberculose, os pacientes recebem todas as instruções para coleta de escarro em casa e para a entrega da amostra para realização do exame laboratorial, que deve ser feita na Policlínica Municipal Bolívar de Abreu.

Em caso de exame positivo, o paciente passa a receber tratamento gratuito por meio da equipe do Programa Municipal de Controle da Tuberculose. Em 2020, de acordo com a Semus, foram diagnosticados 113 casos da doença em Cachoeiro.

O que é a tuberculose?

É uma doença infecciosa e transmissível que afeta os pulmões e que pode atingir outros órgãos e sistemas do corpo. É considerada um sério problema da saúde pública no Brasil. Sua transmissão acontece por via aérea. Ao falar, espirrar e, principalmente, ao tossir, as pessoas infectadas lançam no ar partículas que contêm os bacilos (agentes transmissores).

Segundo dados do Ministério da Saúde, um terço da população brasileira está contaminada pelo bacilo da tuberculose, e, uma vez infectada, a pessoa pode adoecer em qualquer momento da vida.