Portaria estadual

Uso de máscara continua obrigatório em unidades de saúde, alerta Semus

Utilização do item segue obrigatório, também, em Instituições de Longa Permanência para Idosos
Foto: Reprodução/web

Atenta ao aumento do número de casos de Covid-19 no Espírito Santo, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro reforça algumas orientações sobre os cuidados relacionados à transmissão da doença. 

O órgão lembra que o uso de máscara segue obrigatório para usuários e profissionais de unidades assistenciais de saúde de qualquer tipo, públicas e privadas, e em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). A regra foi estabelecida pela Secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo (Sesa), por meio da Portaria nº 061-R, de abril deste ano.

De acordo com a Semus, muitas pessoas têm ido sem máscara às unidades básicas, unidades de pronto atendimento e outros estabelecimentos da rede municipal de saúde. 

“É essencial que todos observem a obrigatoriedade do uso de máscaras nos serviços de saúde. O município tem registrado um aumento no número de casos de Covid-19 e, com isso, mais pessoas procuram nossas unidades, ampliando as chances de contágio. É, também, uma medida que resguarda os nossos servidores e ajuda a evitar afastamentos do trabalho, que prejudicam a prestação de serviços nas nossas unidades”, ressalta o secretário de Saúde de Cachoeiro, Alex Wingler.

Item é recomendado em locais fechados e escolas

Na última semana, a Sesa divulgou, por meio da Nota Técnica Nº14/2022, novas orientações quanto ao uso de máscaras, recomendando o item de proteção em locais fechados e de grande concentração de pessoas, e nos ambientes escolares – medida que vem sendo reforçada pela Secretaria Municipal de Educação (Seme) de Cachoeiro junto à comunidade escolar.

A nota também recomenda o uso de máscara nos seguintes casos: ao cuidar de alguém que está doente com Covid-19; se pertencente ao grupo de risco para Covid-19; ao executar um trabalho em que interaja com um grande número de pessoas; ao andar de avião, ônibus, trem ou outras formas de transporte público; e quando o distanciamento físico não for possível ou se estiver em ambientes públicos internos ou externos lotados. 

O secretário Alex Wingler frisa que a população precisa estar continuamente atenta às orientações das autoridades da área da saúde.

“Devemos continuar respeitando as estratégias vigentes de prevenção à doença. Higienizar frequentemente as mãos, buscar a vacinação e seguir as recomendações relacionadas ao uso de máscaras são ações importantes para resguardarmos a saúde das pessoas e prevenirmos novas ondas de infecções”, pede.

Vacinação em Cachoeiro

Em Cachoeiro, as salas de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Nas UBS do bairro Paraíso, Amaral, IBC e Aeroporto o horário se estende até às 18h. 

Atualmente, o imunizante contra Covid-19 está disponível para o público acima dos 5 anos de idade. Pessoas com mais de 50 anos e profissionais da saúde já podem tomar a segunda dose de reforço, desde que tenham recebido a terceira dose há, no mínimo, quatro meses – para os idosos, esse prazo é um pouco menor: três meses.

Já a vacina contra a gripe tem como público-alvo crianças acima de seis meses e menores de cinco anos, idosos, professores, profissionais da área de saúde, gestantes, puérperas, portadores de doenças crônicas, funcionários do transporte coletivo, caminhoneiros e outros considerados suscetíveis à infecção pelo vírus influenza e a complicações da gripe.

Unidades com sala de vacinação

UBS Aquidaban

UBS Aeroporto

UBS IBC

UBS Novo Parque

UBS Abelardo Machado

UBS Gilson Carone

UBS Village da Luz

UBS Amaral

UBS Alto União

UBS São Luiz Gonzaga

UBS BNH de Baixo

UBS BNH de Cima

UBS Zumbi

UBS Paraíso

UBS Coramara

UBS Nossa Senhora Aparecida

UBS Elpídio Volpini

UBS Otton Marins

Policlínica Municipal “Bolivar de Abreu”

Interior

UBS Soturno

UBS Burarama

UBS Pacotuba

UBS Córrego dos Monos

UBS Itaoca

UBS Conduru