Meta alcançada

Vacinação contra gripe em Cachoeiro alcança 97% dos idosos

Além das unidades de saúde, houve vacinação domiciliar e em lares de idosos
Foto: Divulgação/PMCI

A campanha nacional de vacinação contra gripe (Influenza) em Cachoeiro de Itapemirim já alcançou 97,31% dos idosos, o que corresponde a 20.719 imunizados. As pessoas acima de 60 anos são o principal público-alvo desta primeira etapa da campanha, que será concluída na próxima quarta-feira (15).

Também nesta primeira etapa, foram vacinados 3.300 pessoas que atuam em vários ramos da área de saúde, o que corresponde a 58% desse público em Cachoeiro. Os demais que ainda não receberam a imunização poderão tomar a dose ao longo da campanha.

Para alcançar o público-alvo, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) realiza vacinação em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, no início da campanha, também em alguns pontos estabelecidos provisoriamente.

Além disso, foram feitas vacinações em lares de idosos e imunização domiciliar direcionada a pessoas acima de 80 anos, acamados e/ou com mobilidade reduzida. O método drive thru, em que o paciente recebe a vacina sem precisar sair do carro, também contribuiu para imunizar pessoas com maiores dificuldades de locomoção.

“Trabalhamos, firmemente, para que a meta de vacinação das pessoas acima de 60 anos fosse alcançada. Pedimos a todos que fiquem atentos às datas das próximas etapas e não deixem de se vacinar, porque, além de impedir uma epidemia de gripe, a vacina facilita a identificação de pessoas com o novo coronavírus”, afirma a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Próximas etapas

A vacinação segue ocorrendo nas UBS do município, tanto na sede, quanto no interior, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A segunda etapa da campanha começará no dia 16 de abril, com algumas mudanças por parte do Ministério da Saúde no público-alvo, que incluirá: profissionais das forças de segurança e salvamento; adolescentes e jovens do sistema socioeducativo; presidiários e funcionários do sistema prisional; doentes crônicos; caminhoneiros; motoristas de transporte coletivo e portuários.

A terceira e última etapa se dará a partir do dia 9 de maio, compreendendo: professores; crianças entre 6 meses de vida e menores de 6 anos de idade; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); indígenas; adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência.