PlanMob

Novo Plano de Mobilidade Urbana de Cachoeiro é publicado

Documento aborda temas como infraestrutura viária, trânsito, transporte e acessibilidade
Foto: Márcia Leal/PMCI

Cachoeiro de Itapemirim agora conta com um novo Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob). O documento, que apresenta ações de mobilidade a serem adotadas nos próximos dez anos, foi publicado na edição desta quinta-feira (16) do Diário Oficial do Município.

O PlanMob, cujo processo de implantação foi instituído por lei em dezembro, contém diretrizes para áreas como infraestrutura viária, trânsito, transporte e acessibilidade. O plano é importante para a busca de recursos junto ao Governo Federal, que podem facilitar a execução das ações propostas, tais como construção de abrigos de ônibus; calçadas e rampas de acessibilidade; sinalização de vias e implantação de conjuntos semafóricos; faixas de pedestre; corredores preferenciais ou exclusivos para ônibus e ciclovias.

O documento é dividido em cinco tópicos. No primeiro, é possível conhecer suas bases e se inteirar sobre processos de participação social; o segundo, trata dos planos para rede viária e transporte não motorizado; no terceiro, são abordados, dentre outros assuntos, ações para transporte público e segurança viária; no quarto, fala-se do desenvolvimento institucional do projeto, e, no quinto, são destacados os planos de ações e de monitoramento.

O PlanMob leva em conta os princípios e diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana. Ele dialogará com o novo Plano Diretor Municipal (PDM), que está em fase de elaboração.

Para o monitoramento da implementação do projeto, a lei que instituiu o PlanMob criou o Grupo Técnico da Mobilidade Urbana. Haverá, também, o Conselho Municipal de Mobilidade, formado por representantes de conselhos municipais com atuação relacionada à área, que será o órgão permanente, propositivo, fiscalizador e consultivo da execução das políticas de mobilidade.

“Planejar a cidade é essencial para um desenvolvimento adequado e sustentável. O PlanMob é a ferramenta em que se encontram as diretrizes que nortearão esse desenvolvimento. Sua institucionalização garante que os próximos gestores do município estejam comprometidos a dar seguimento às ações preconizadas no plano, além de viabilizar recursos federais para aplicação das políticas públicas de mobilidade urbana”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Urbano, Jonei Santos Petri.

“No início da gestão, tomamos a iniciativa de retomar a implementação do Plano de Mobilidade Urbana. É um documento fundamental, que contribuirá para diversos avanços em nosso município”, completa o prefeito Victor Coelho.

Últimas notícias