Casa dos Braga

Sarau desta quinta (16) promove visibilidade feminina nas artes

O evento terá roda de conversa e apresentação da cantora Amélia Barretto
Foto: Divulgação/PMCI

O sarau lítero-musical “Braganiano: as estrelas que nós amamos”, que será realizado a partir das 19h desta quinta-feira (16), na Casa dos Braga, tem como objetivo dar visibilidade aos fazeres literários femininos e desnaturalizar preconceitos. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), reunirá, em uma roda de conversa, as escritoras capixabas Tatiana Mareto, Paula Garruth, Yasmin Giro, Neuza Silvestre e Amanda Malta.

Com o tema “A importância da mulher no fazer contemporâneo”, a roda de conversa terá como foco os desafios enfrentados pelas escritoras para se posicionarem como produtoras literárias e os embates enfrentados no meio editoral. A mediadora, Beatriz Fraga, destaca que essa interação entre mulheres de diferentes formações culturais pode incentivar e fortalecer outras, sendo um espaço para o diálogo, análise de situações e de ressignificação do processo de escrita feminina

“As mulheres têm o direito, querem e devem falar de problemas específicos delas. Não é um reducionismo, é uma oportunidade de, na roda de conversa, abordarem temas como conquistas efetuadas e a superação de obstáculos. A literatura é uma arena de diálogo e, em uma sociedade capitalista, muitos não enxergam a arte como força de transformação social”, afirma.

Música

O evento também contará com apresentação musical de Amélia Barretto e Alessandra Biato – voz e violão, respectivamente -, tocando canções de Roberto Carlos, Sérgio Sampaio, Vinícius de Moraes, João Gilberto e de autoria própria.

“É muito bom poder participar do sarau junto com artistas e escritoras incríveis, com tamanha bagagem, trazendo uma reflexão sobre o universo feminino. Preparamos um repertório musical voltado para o tema do evento, com canções que fazem alusão à figura feminina. Vai ser uma noite maravilhosa”, comenta cantora Amélia Barretto.

“O sarau é uma das opções culturais e de lazer que a Semcult está proporcionando aos moradores de Cachoeiro e visitantes durante o mês de janeiro. O evento abordará temas do universo feminino, com intuito de preparar os participantes para a Bienal Rubem Braga, que acontece em maio. Será uma noite de muita diversão e conhecimento”, completa a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Verão 2020: Viva Cachoeiro de Itapemirim

O sarau é mais um evento gratuito do projeto “Verão 2020: Viva Cachoeiro de Itapemirim”, organizado pela Semcult, que busca oferecer atrações culturais para moradores de Cachoeiro e visitantes durante o mês de janeiro. As primeiras atividades do projeto foram a queima de fogos da virada do ano, o 2º Encontro Regional de Folias de Reis (dia 5) e a abertura da exposição “Memórias das Meninas Bordadeiras de Burarama”, na Sala Levino Fanzeres (dia 8).

Para fechar a programação, no próximo dia 23, será realizado o evento “Cachoeiro canta o rei”, com apresentações em homenagem ao cantor Roberto Carlos, cachoeirense considerado o maior nome da música popular brasileira. Na ocasião, haverá show com o grupo 028 Band, cujo repertório passeia pelo jazz e MPB.