Quincas Leão

Comerciantes assinam termo permissionário para ocupação do Mercado da Pedra

Ao todo, foram ocupados 14 dos 19 boxes disponíveis
Foto: Márcia Leal/PMCI

Na tarde desta segunda-feira (9), os comerciantes que participaram da concorrência pública para permissão de uso dos 19 boxes do Mercado Municipal Quincas Leão (mais conhecido como Mercado da Pedra), localizado no bairro Guandu, assinaram o termo permissionário, que terá duração de quatro anos.

A solenidade aconteceu no gabinete do prefeito Victor Coelho, no Palácio Bernadino Monteiro, e contou com a presença de diversas autoridades.

Ao todo, foram ocupados 14 dos 19 boxes disponíveis. Doze comercializarão produtos como hortifrutigranjeiros, orgânicos e naturais, lanches e ervas medicinais. Um prestará serviço de barbearia e outro será usado como escritório administrativo da Secretaria Municipal de Agricultura e Interior (Semai), responsável por gerenciar o espaço.

O secretário de Agricultura e Interior da cidade, Robertson Valladão, destacou o trabalho da gestão em reorganizar o espaço público para os comerciantes.

“Esse processo fecha um ciclo de um período de informalidade e instabilidade, visto que muitos permissionários não sabiam quanto tempo, realmente, tinham para ocupar o local e, agora, graças a essa regularização, eles estão estabilizados, com documento que garante ocupação legal para a comercialização de suas mercadorias e serviços”, disse Valladão, que destacou, ainda, a relevância de três boxes do mercado serem ocupados pela Cooperativa da Agricultura Familiar de Cachoeiro de Itapemirim (CAF), possibilitando o fomento da produção e comercialização rural do município.

O presidente da CAF, Marcos Sousa, elogiou a estrutura e reforma do local e reforçou a importância do espaço para a agricultura familiar.

“Nossa intenção é abrir novos mercados para a nossa cooperativa, pois, atualmente, trabalhamos apenas com demandas institucionais. Então, ter a oportunidade de ocupar espaços num local estratégico e muito conhecido, como é o Mercado da Pedra, amplia nossa oferta e divulga nossos produtos. Estamos com as expectativas altas, pois queremos juntar forças e parceria para atrair consumidores e aumentar as vendas de todos que trabalham ali”, afirmou.

No local há mais de 45 anos, o comerciante Gilberto de Paula Alochio também elogiou o processo licitatório, pois acredita que a regularização e a reformulação do prédio ajudarão no estímulo das vendas. “Nós temos bastante concorrência, mas tendo estrutura e apoio poderemos continuar trabalhando com mais segurança, oferecendo nosso melhor para os clientes.”

Em seu pronunciamento, o prefeito Victor Coelho ressaltou a relevância do processo de regularização para a atividade dentro do Mercado da Pedra, e destacou medidas para fomentar o comércio local. “Fizemos todos os trâmites legais e estamos felizes porque esses comerciantes continuarão naquele espaço, vendendo seus produtos de forma legal e segura. Desejamos fortalecer este trabalho, cada vez mais, para que o mercado volte a ser um ponto histórico de referência comercial, como sempre foi”, completou.

Novo processo

Na solenidade, também foi anunciado um novo edital de concorrência pública para permissão de uso dos outros quatro boxes do Mercado Municipal Quincas Leão.

Os interessados em participar do certame poderão retirar o edital, documentos integrantes e demais anexos pela internet. Eles serão disponibilizados, em breve, no site da prefeitura (www.cachoeiro.es.gov.br/licitacao).