UBS e Policlínica

Adolescentes começam a ser vacinados contra a Covid-19 em Cachoeiro

Podem receber a 1ª dose pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades
Foto: Márcia Leal/PMCI

Os adolescentes de Cachoeiro de Itapemirim começaram a receber, nesta quarta-feira (15), a vacina contra Covid-19. O público contemplado inclui pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades e de 15 a 17 anos sem comorbidades. A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) disponibilizou todas as 32 Unidades Básicas de Saúde e a Policlínica Municipal Bolívar de Abreu (Centro de Saúde) para aplicação da vacina.

O dia foi marcado pela alegria dos adolescentes, que ficaram animados com a notícia do início da vacinação de sua faixa etária. 

Maria Luiza Wanguestel Lunz, 17 anos, esteve com os amigos no Centro de Saúde para receberem a aplicação do imunizante, e fez um convite para que os jovens não deixem de procurar os pontos de vacinação.

“Ficamos bem animados. Finalmente, chegou nossa vez de vacinar. Resolvemos vir juntos, para dividir e registrar esse momento especial. É importante que todos da nossa idade se vacinem, também. Temos que aproveitar a oportunidade”, declarou.

Ana Paula da Silva Medina levou a filha, Ana Clara Medina Alves, que possui comorbidade, para receber a primeira dose da vacina.

“Hoje chegou a vez de vacinar minha filha, e a expectativa era muito grande, pois sabemos da importância da vacina para superarmos essa doença. Estamos com muita esperança em retornar à normalidade”, declarou.

O atendimento nas salas de vacinação é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Para se vacinar, é preciso apresentar um documento de identidade, cartão de vacina e CPF ou cartão do SUS.

No caso dos adolescentes com comorbidades, também é importante levar documento comprobatório de 2018 em diante, o que inclui: laudo de profissional de saúde; cartão de gratuidade do transporte público que indique condição de deficiência permanente; documento de centro especializado; documento oficial de identidade com indicação de deficiência.

“Iniciamos a aplicação da vacina nos nossos adolescentes, e isso é muito importante para conter a circulação do vírus, pois os jovens são muito ativos, saem de casa para estudar e outros afazeres. Por isso, fazemos um apelo aos pais que não deixem de levar seus filhos para receber a aplicação da primeira dose”, frisou o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.

Vacinação continua para os demais públicos

Pessoas acima de 18 anos que ainda não iniciaram o esquema vacinal, também podem procurar qualquer uma das unidades de saúde para receber a primeira dose do imunizante. Além disso, pessoas de 60 anos ou mais que tenham tomado duas doses ou a vacina de dose única há cinco meses também podem se dirigir até uma unidade para receber a dose de reforço – conforme a resolução nº 171/2021 da CIB/SUS-ES, divulgada nesta segunda-feira (13).

Recentemente, foi autorizada a redução do prazo de aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer, que agora é de 8 semanas.

Os cuidados devem continuar

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) pede à população que não se descuide dos cuidados básicos contra Covid-19. Mesmo quem já se vacinou ainda deve utilizar máscaras, higienizar as mãos com frequência e respeitar o distanciamento social.

“Estamos avançando com a imunização em nosso município. Já aplicamos mais de 210 mil doses da vacina, mas é importante a população não baixar a guarda quanto aos protocolos de segurança. Ainda é necessário evitar aglomerações e continuar com o uso das máscaras”, frisou o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.