Roberto Carlos

Alunos vencedores do concurso literário sobre a Casa do Rei recebem premiação

Estudantes ganharam placas de honra ao mérito, nesta terça (17)
Foto: Márcia Leal/PMCI

“Eu não escrevi pensando em ganhar, escrevi porque eu gosto”. A frase é de Ana Clara dos Anjos, aluna do 6º ano da escola “Luiz Marques Pinto” que se destacou no concurso literário “É apenas uma casa?”, promovido pela Prefeitura de Cachoeiro em comemoração ao aniversário de 80 anos do cantor cachoeirense Roberto Carlos.

Ela, que ficou em segundo lugar, e mais quatro estudantes da rede municipal, autores dos melhores textos sobre a Casa de Cultura Roberto Carlos – imóvel onde o artista morou na infância e que abriga um dos principais pontos turísticos da cidade –, foram premiados, nesta terça-feira (17), no Palácio Bernardino Monteiro, com placas de honra ao mérito.

Realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Seme), o concurso teve participação de alunos de 6º e 7º anos do ensino fundamental, de oito escolas municipais.

Em primeiro lugar ficou Maria Eduarda Almeida Abrantes, do 6º ano da escola “Anacleto Ramos”, no bairro Ferroviários.

“Foi fácil criar o texto, porque procurei detalhes sobre a vida do cantor e comecei a escrever. A história é muito legal, vale a pena outras pessoas conhecerem também”, afirma.

O terceiro lugar é de Bárbara Vitória Dias Siqueira, do 7º ano da escola “Galdino Theodoro da Silva”, no Jardim Itapemirim. Em quarto, ficou a estudante Rafaela Valeriano Destefani, do 6º ano da escola “São Vicente”, e, em quinto, o aluno Ian Rodrigues da Costa, do 6º ano da “Galdino Theodoro da Silva”.

Os cinco alunos tiveram os textos selecionados por uma comissão julgadora, que considerou os critérios de coerência ao tema proposto, originalidade e qualidade da escrita. Os conteúdos foram impressos em panfletos, que ficarão disponíveis na Casa de Cultura Roberto Carlos, para os visitantes.

“O concurso literário foi muito importante para as crianças conhecerem mais sobre a cultura da nossa cidade, além de aperfeiçoar a escrita e a leitura”, avalia Vanessa Nespoli Scaramussa, gestora da escola “Luiz Marques Pinto”, presente na cerimônia de premiação.

No evento, os estudantes foram saudados pelo prefeito Victor Coelho e pelas secretárias municipais de Cultura e Turismo, Fernanda Martins, e de Educação, Cristina Lens.

“Consideramos um feito muito grande a produção literária, principalmente, entre jovens e crianças. Essa é uma ação que perpetua nossa tradição cachoeirense de ter grandes escritores, com incentivo e promoção da escrita nas escolas. A escolha desse tema representa cultura, superação, desenvolvimento e educação patrimonial”, frisou Fernanda Martins.

“Estamos muito orgulhosos, não só pelos alunos vencedores, mas por todos os que participaram, que se dedicaram à produção textual e, com isso, desenvolveram a escrita e outras habilidades. Todo estímulo à escrita é importante no processo de aprendizagem”, afirma Cristina Lens.

“São muito importantes iniciativas como essa, que estimulam os estudantes a conhecerem melhor e a valorizarem o patrimônio cultural da cidade. Com incentivo, os alunos também descobrem talentos e competências que farão a diferença na vida e no futuro deles”, avalia o prefeito Victor Coelho.

Textos dos vencedores foram impressos em panfletos que serão disponibilizados na Casa de Cultura Roberto Carlos