Artesãos de Cachoeiro aprendem sobre competitividade em palestra

A palestra faz parte de uma série de atividades de capacitação para esses profissionais

Nesta quarta-feira (15), no auditório da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acisci), foi oferecida aos artesãos de Cachoeiro de Itapemirim a palesta “Artesanato Competitivo”. O evento faz parte de uma agenda de atividades de capacitação, organizada pela prefeitura, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A programação visa oferecer, neste mês e em junho, oficinas gratuitas que permitirão o aprimoramento dos artesãos em vários aspectos da profissão.

Ministrada por Marlus Pires, a palestra abordou as tendências e demandas de mercado do artesanato e as capacitações para os profissionais que trabalham no ramo. Além disso, o palestrante também pontuou alguns desafios a serem superados e incentivou os participantes a desenvolverem áreas que ajudem na competitividade e na melhor qualidade dos produtos.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Cachoeiro, Francisco Montovanelli, a palestra demonstra a importância de aplicar as habilidades criativas de forma eficiente e eficaz.

“Hoje em dia, quem não for competitivo, quem não procura inovação e aperfeiçoamento corre o risco de ficar para trás. Os artesãos do município têm apresentado produtos belíssimos, mas como em todas as profissões, eles também precisam buscar o aprimoramento, a renovação e a transformação. Desejamos que o artesanato de Cachoeiro seja valorizado e reconhecido”, ressalta.

A escolha da temática da palestra agradou os participantes, que, no decorrer do evento, se mostraram interativos.

A artesã Clenilda Sousa Alves de Oliveira afirma que a palestra e, consequentemente, as oficinas, servirão para ampliar a divulgação do artesanato na cidade. “O povo de Cachoeiro precisa conhecer mais sobre nossos trabalhos e essas capacitações vão nos ajudar nisso”, frisa.

Já Silvana Laiper, que trabalha com fios e tecidos, avalia que a iniciativa da prefeitura em disponibilizar a palestra e as oficinas agrega valores e conhecimentos, que ajudarão a produção artesanal da cidade. “Com certeza essas dicas que estamos aprendendo vão nos ajudar a produzir nossos artesanatos com mais qualidade e eficiência”, completa.

Oficinas 

Ainda serão realizadas seis oficinas, que acontecerão na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), a partir do dia 22 de maio e vão até dia 26 de junho, sendo que cada uma tem oito horas de duração: das 8h30 às 12h e das 13h às 17h30.

Serão abordadas temáticas variadas, como design, criatividade, identidade, embalagem, formação de preço, gestão de negócios e comercialização. Os participantes que comparecerem em todas as oficinas receberão, ao final, certificado do Sebrae. As vagas oferecidas já foram preenchidas.