Atividades no Caps AD lembram Dia de Combate ao Alcoolismo

Na unidade, dependentes químicos têm acesso a tratamento gratuito

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo (18 de fevereiro), o Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD) de Cachoeiro vai promover atividades para reforçar a necessidade de se evitar o uso abusivo de bebida alcoólica.

Administrada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a unidade localizada no bairro Otton Marins oferece tratamento gratuito a pacientes com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.

As atividades começam já nesta sexta-feira (15), às 14h, em reunião com membros dos Alcoólicos Anônimos (AA) e pacientes do Caps AD. Na ocasião, os participantes vão trocar experiências, a partir de depoimentos sobre a dependência e a sobriedade.

Já na segunda-feira (18), às 13h, a psicóloga da unidade, Camila Almeida, ministrará uma palestra com o tema “O uso abusivo do álcool”.

“O alcoolismo é considerado uma doença pela Organização Mundial da Saúde, e é um dos principais problemas de saúde pública no Brasil. Pesquisas atuais revelam que cerca de 15% da população consome álcool diariamente e o número de pacientes com esse problema tratados aqui, no Caps AD, é expressivo. Por isso, toda iniciativa para conscientização e prevenção relacionada ao alcoolismo é válida e necessária”, frisa Camila.

Ainda segundo a psicóloga, é importante frisar que não existe consumo de álcool isento de riscos, sendo que o foco deve ser o diagnóstico precoce. “O etilista é considerado aquele em que se identifica prejuízo social e pessoal em consequência do abuso da bebida, além de sinais de abstinência e dependência. No entanto, é importante, também, tratar daqueles que possuem características de risco, ou seja, as pessoas que apresentam tendências a se tornarem dependentes”, completa Camila.

Atendimento no Caps AD

No Caps AD, os tratamentos são realizados por uma equipe multidisciplinar formada por médicos (psiquiatra e clínico), psicólogo, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêutico, assistente social, educador físico e atividades recreativas de artesanato.

Para ser atendido no Caps AD, é preciso levar documento de identificação, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Funciona na rua José Dias Lobato, 163, bairro Otton Marins (rua paralela à Linha Vermelha), de segunda a sexta, das 8h às 18h. O telefone é o 163.