Proteção

Cachoeiro adota uso obrigatório de máscara no combate ao coronavírus

Protetor facial deve ser usado nas áreas públicas, no comércio, no transporte e no trabalho
Foto: Divulgação/PMCI

Para reforçar a proteção da população de Cachoeiro contra o novo coronavírus, a Prefeitura tornou obrigatório o uso de máscara de tecido para quem circula por áreas públicas e estabelecimentos com funcionamento autorizado no município. A medida está prevista no decreto nº 29.414, que será publicado nesta quarta-feira (22).

Os cachoeirenses também devem usar o protetor facial para utilização de transporte público ou privado de passageiros, para atendimento em repartições públicas e nos ambientes de trabalho compartilhados, seja no setor público e ou no privado.

“É mais uma iniciativa que estamos tomando para conter a transmissão de covid-19 em Cachoeiro. Estudos têm apontado que o uso de máscaras caseiras vem ajudando na diminuição de casos, por ser uma barreira física que impede quase que totalmente a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente”, explica o prefeito Victor Coelho.

“Nossas equipes estarão nas ruas, orientando as pessoas quanto à importância do uso das máscaras. O lema que todos precisamos abraçar nesse momento é: ‘Eu protejo você e você me protege’”, complementa.

A Prefeitura recomenda que as máscaras sejam produzidas de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, contidas na Nota Informativa nº 3/2020-CGGAP/DESF/SAPS/MS, disponível na página do Ministério da Saúde ( www.saude.gov.br).

Os tecidos recomendados para fabricação são, em ordem decrescente de capacidade de filtragem de partículas virais: tecido de saco de aspirador, Cotton (composto de poliéster 55% e algodão 45%), tecido de algodão (como camisetas 100% algodão) e fronhas de tecido antimicrobiano.

Saiba como fazer uma máscara caseira e as formas corretas de utilização e higienização delas clicando aqui.