Seis meses a 2 anos

Covid-19: Cachoeiro vacina bebês com comorbidade a partir de segunda (21)

Vacinação desse público será concentrada na Policlínica Municipal "Bolívar de Abreu"
Foto: Márcia Leal/PMCI

Nesta segunda-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro dará início à vacinação contra Covid-19 em bebês de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias com comorbidades. 

O procedimento foi autorizado por meio da Nota Técnica Nº 35/2022 da Secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo, em consonância com recomendações do Ministério da Saúde.

A imunização acontecerá na sala de vacina da Policlínica Municipal “Bolívar de Abreu” (Centro de Saúde), de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. O imunizante a ser aplicado nesse público será o da Pfizer-BioNTech.

Além do cartão de vacina da criança e cartão do SUS, os pais e responsáveis deverão apresentar um documento que ateste a comorbidade da criança, devendo ser utilizadas cópias de laudos, declarações médicas, relatórios médicos com descritivo, CID da doença ou condição de saúde, assinado e carimbado. 

O esquema vacinal será de três doses, sendo o intervalo de quatro semanas entre a primeira e a segunda, e de oito semanas entre a segunda e a terceira aplicação.

O secretário municipal de Saúde de Cachoeiro, Alex Wingler, destaca a vacinação como principal meio de evitar infecções, hospitalizações e complicações da Covid-19, que podem levar a sequelas e óbito.

“Estamos diante de um novo aumento de casos de Covid-19 no país, e esse é mais um motivo para alertar as famílias sobre a necessidade de proteção por meio da vacina, que segue como a ferramenta mais eficaz contra a doença, em especial, contra os casos graves, internações e óbitos”, destaca.

Comorbidades

De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde, são consideradas comorbidades para vacinação as seguintes condições de saúde:

  • Diabetes
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial – estágio 3
  • Hipertensão arterial – estágio 1 e 2, com lesão em órgão-alvo
  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar 
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardiopatias
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênita
  • Pessoas com próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Doenças neurológicas crônicas
  • Doença renal crônica
  • Imunocomprometidos
  • Hemoglobinopatias graves
  • Obesidade mórbida
  • Síndrome de Down
  • Cirrose hepática