Orientações

Covid-19: população deve ficar atenta a sintomas gripais leves

Pessoas com sintomas há mais de três dias devem fazer isolamento e procurar o PPG
Foto: Márcia Leal/PMCI

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro de Itapemirim alerta a população sobre a ocorrência de sintomas gripais leves. Em muitos casos, pessoas continuam seguindo suas atividades rotineiras ao apresentarem manifestações mais brandas de Covid-19, por acharem se tratar de gripe ou resfriado, contribuindo para disseminação do coronavírus.

O risco se torna maior com a presença da variante delta no Brasil – mesmo que não haja confirmação de sua circulação em Cachoeiro. A delta tem transmissibilidade maior, mas os sintomas costumam ser mais brandos, como dor de garganta, coriza e febre – não há tantas ocorrências de tosse e perda do paladar e olfato, por exemplo. Isso contribui para que possa ser confundida com um simples resfriado.

Dados do Painel Covid-19, do Governo do Espírito Santo, coletados até esta quarta-feira (25), apontam para um pequeno aumento, em Cachoeiro, na média móvel de casos diários, de 29 para 36 (+23,89%) e, também, de óbitos, de 0,36 para 0,64 (+80%), o suficiente para acender o alerta sobre uma possível piora nos indicadores relativos à pandemia no município.

Orientações

A Semus orienta que pessoas que apresentem sintomas como coriza e dores de cabeça, garganta e no corpo fiquem em isolamento social e, no caso de persistência por três dias seguidos, procurem o Centro de Saúde Paulo Pereira Gomes (PPG) para atendimento e para realização do teste de Covid-19. Caso o teste dê negativo e, ainda assim, os sintomas persistirem, será preciso retornar ao PPG para um novo teste.

O isolamento social deve ser mantido enquanto houver sintomas, mesmo após a realização dos testes, tendo em vista a possibilidade de falsos negativos e, também, para evitar a transmissão de outras síndromes respiratórias.

A atenção deve ser redobrada com os idosos, sobretudo, os que tiverem comorbidades, pois estão mais suscetíveis à Covid-19, mesmo quando vacinados com as duas doses.

Vale destacar, também, que os protocolos sanitários básicos devem continuar sendo seguidos à risca: distanciamento social, uso de máscara de proteção e higienização constante das mãos.

“Já chegamos a mais de 180 mil doses aplicadas da vacina contra a Covid-19 e a situação epidemiológica do município teve uma melhora muito grande nos últimos meses. Mesmo assim, a maior parte das pessoas ainda não está com o esquema vacinal completo. Além disso, mesmo com a imunização, o risco de transmissão do vírus e de surgimento de novas variantes continua. A batalha contra a pandemia segue muito dura. Contamos com a colaboração de todos”, afirma o secretário municipal de Saúde, Alex Wingler.