Mais conforto

Mais 12 novos abrigos são instalados em pontos de ônibus de Cachoeiro

Estruturas são compostas por cobertura, banco, lixeira e espaço reservado a pessoas com deficiência
Foto: Patrícia Pim/PMCI

A Secretaria Municipal de Urbanismo, Mobilidade e Cidade Inteligente (Semurb) de Cachoeiro está dando continuidade, nesta semana, à instalação de novos abrigos em paradas de ônibus do município.

Já foram contemplados, nessa nova etapa, os bairros Independência, Parque Laranjeiras, Marbrasa, Vila Rica, BNH de Baixo e Ibitiquara.

Nesta quinta-feira (1), a melhoria chegou ao Jardim Itapemirim e aos distritos de Itaoca e São Joaquim, totalizando 12 novas estruturas.

São abrigos em aço, compostos por cobertura, banco, lixeira e espaço reservado a pessoas com deficiência. As estruturas se dividem entre módulos simples (um abrigo), duplos (dois abrigos) e triplos (três abrigos).

De acordo com a Semurb, a renovação dos pontos de ônibus inclui, também, a instalação da calçada cidadã nos pontos que ainda não contam com esse item de acessibilidade, trabalho que é realizado de forma alternada à alocação dos novos abrigos.

“É mais um avanço na revitalização dos pontos de ônibus de Cachoeiro, para darmos mais conforto e segurança aos usuários do transporte coletivo, que passam a contar com estruturas mais confortáveis e com maior acessibilidade”, destaca o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho

Desde o final de 2020, já foram requalificados quase 60 pontos de ônibus, com mais de 75 módulos. A previsão é de que, nos próximos meses, mais paradas de transporte público recebam novos abrigos.

Preservação dos abrigos

Com a revitalização dos pontos de ônibus de Cachoeiro, a Prefeitura reitera a importância da conservação das estruturas. Atos de vandalismo ao patrimônio público, como pichação, são passíveis de punição, como detenção e multa, de acordo com o Código Penal (artigo 163).

Outra forma de colaborar com a preservação é não colar e nem permitir que se colem cartazes nos abrigos, conduta que é proibida pelo Código de Posturas e Atividades Urbanas do município (Lei Nº 7227/2015).

Os responsáveis pela infração – promotores de eventos anunciados nas peças, por exemplo – serão notificados pela fiscalização para retirarem os cartazes, no prazo de 24 horas. O não cumprimento dessa determinação acarretará em multa a ser aplicada pela fiscalização de posturas.

Para ajudar, no trabalho de identificação e responsabilização dos infratores, a população pode acionar os canais da Ouvidoria Geral do Município, por meio do telefone 156 e do aplicativo de celular TodosJuntos. Casos de vandalismo podem ser denunciados por meio do telefone 190, do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes).

“A população, especialmente aquela que usa o transporte público, não pode ser prejudicada pela atitude de algumas poucas pessoas que depredam um equipamento que é de toda a sociedade, por isso, é muito importante que todos possamos entender que zelar pelo patrimônio público é um dever coletivo, um compromisso que todos, sem exceção”, ressalta o secretário municipal de Urbanismo, Mobilidade e Cidade Inteligente, Alexandro da Vitória.