Pós-enchente

Após vistorias, pontes começam a receber reparos

Ponte Carim Tanure é uma das que já recebem os serviços
Foto: Divulgação/PMCI

A Secretaria Municipal de Obras (Semo) de Cachoeiro já iniciou os reparos nas pontes da cidade que sofreram danos na enchente do fim de semana. Antes dos trabalhos de recuperação, foram feitas vistorias, que constataram não haver avarias que comprometam a sustentação das estruturas.

As equipes trabalham, nesta quarta-feira (29), na ponte Carim Tanure, que liga a avenida Pinheiro Junior à Praça Jerônimo Monteiro. Os guarda-corpos, arrancados com a força da água, serão repostos, e as juntas de dilatação, recompostas. Por isso, a ponte continua interditada.

A ponte João dos Santos Filho, que liga os bairros Baiminas e Independência (em frente à antiga fábrica de cimento), também teve os guarda-corpos arrancados e permanece interditada. Ela passará por vistoria adicional, além dos reparos necessários.

A ponte de pedestres que liga os bairros Guandu (em frente a rua Pedro Dias) e Aquidaban é outra que permanecerá interditada até a reposição dos guarda-corpos.

Já a ponte de pedestres Rosalina N. Depoli, que liga a avenida Beira Rio à rua Samuel Levi, está liberada – algumas das placas de concreto do calçada da Beira Rio, na entrada da ponte, foram arrancadas, mas não comprometeram a passagem e estão sendo reconstruídas.

Também estão liberadas para passagem as pontes Coronel Francisco Athayde (Ponte do Arco), Guadalajara (Ilha da Luz), Juscelino Kubitschek (em frente ao Teatro Rubem Braga), Ponte de Ferro, Ponte Municipal e a ponte de pedestres que fica em frente ao Liceu Muniz Freire.

No caso da ponte Guadalajara, foi encontrada uma avaria em um dos pilares de sustentação da tubulação da concessionária dos serviços de água e esgoto, mas sem nenhuma relação com a estrutura da ponte.

“As pontes não tiveram danos na parte de sustentação. Então, estamos trabalhando na reparação delas para que a população possa voltar a usá-las, com segurança, o mais breve possível”, frisa o secretário municipal de Obras, Paulo Miranda.

Interior

No interior, a ponte da Usina São Miguel, no distrito de São Vicente, precisou ser interditada em função dos danos sofridos.