Praça Jerônimo Monteiro

Avançam obras da primeira etapa do projeto de mobilidade no Centro

Vagas em 45 graus garantem mais espaços para carros
Foto: Divulgação/PMCI

Está pronta a nova área de estacionamento na praça Jerônimo Monteiro, parte da primeira fase das melhorias em acessibilidade e mobilidade na área central de Cachoeiro.

Liberada para uso nesta quinta-feira (31), após receber uma série de obras, a área agora tem vagas dispostas em 45 graus, o que garantiu a ampliação do número de espaços para veículos.

Além disso, foi adequada às normas de acessibilidade, com a implantação de demarcação padrão das vagas exclusivas para pessoas com deficiência, rampas de acesso à praça e sinalização tátil.

A área também ganhou reforço em drenagem e piso de blocos de concreto, para melhorar a permeabilidade do solo, o escoamento das águas da chuva no trecho e o conforto térmico.

Para proteção e segurança dos condutores, a calçada da praça foi alargada na chegada à área de vagas. Essa intervenção e o uso de blocos de concreto no lugar do asfalto induzem a redução de velocidade no trecho e contribuem para pacificar o tráfego.

Todas as novas vagas já estão ativas no sistema de estacionamento rotativo. Paralelamente, foi extinto o estacionamento do lado oposto à praça. O local já está sinalizado com placas de proibido estacionar. Servidores da Subsecretaria de Trânsito da Prefeitura iniciaram um trabalho de orientação dos condutores sobre a mudança.

Esse espaço onde havia vagas vai dar lugar a uma faixa preferencial para o transporte coletivo e também será parcialmente ocupado pela calçada, que será reformulada e alargada.

Por que essas obras e mudanças são necessárias?

As intervenções no estacionamento da Praça Jerônimo Monteiro e mudanças no entorno fazem parte de um projeto mais amplo de requalificação urbanística do Centro de Cachoeiro, que visa melhorar os fluxos de pedestres, de ciclistas e do transporte coletivo e privado; garantir acessibilidade para todos; reordenar espaços públicos, além de valorizar o comércio local.

Inicialmente, todo o trecho entre a Ponte Municipal Fernando de Abreu (rua 25 de Março) e a rua Rui Barbosa (largo do Banco do Brasil) será requalificado.

As próximas intervenções previstas nesse trecho são: implantação do primeiro trecho do circuito cicloviário da área central; deslocamento, modernização e ampliação do ponto de ônibus da praça; atualização da sinalização viária; e implantação do primeiro circuito totalmente acessível da cidade.

“Com essas medidas, que foram aprovadas pelo Conselho do Plano Diretor Municipal (CPDM), a Prefeitura está tirando do papel as ações que Cachoeiro assumiu o compromisso de executar com a criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, que foi elaborado com a participação de diversos segmentos da sociedade civil e é uma lei”, explica o secretário municipal de Urbanismo, Mobilidade e Cidade Inteligente, Alexandro da Vitória.

A Política Nacional de Mobilidade Urbana obriga todos os municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes a terem um plano de mobilidade. É uma forma de garantir que as cidades invistam em melhorias em acessibilidade e nas condições de deslocamento e transporte das pessoas, beneficiando suas populações.

“Cachoeiro só tem a ganhar com essas intervenções, que nos ajudarão a tornar nossa cidade mais humana, inclusiva, sustentável e inteligente”, complementa da Vitória.