Valorização

Prefeitura concederá vale-alimentação a professores em designação temporária

Benefício passa a valer em março de 2020
Foto: Divulgação/PMCI

A Prefeitura de Cachoeiro concederá auxílio-alimentação para os professores em regime de Designação Temporária (DT) da rede municipal de ensino, a partir de março de 2020.
A lei 7790/2019, que garante 50% do valor concedido aos servidores efetivos da categoria, foi sancionada pelo prefeito Victor Coelho nesta segunda-feira (23).

Em valores atuais, o benefício seria de R$ 300. Ele será depositado, mensalmente, para todos aqueles que possuam carga horária mínima de 25 horas semanais. Para aqueles que tenham entre 15 horas e 25 horas, o valor será proporcional.

Segundo a secretária municipal de Educação, Cristina Lens, “o benefício valoriza o trabalho da categoria que, seja em cargo efetivo ou em designação temporária, tem compromisso com a qualidade da educação oferecida na rede municipal e, por isso, precisa ser reconhecida”.

Valorização

Ao longo deste ano, a Prefeitura de Cachoeiro apostou em uma série de medidas com foco na qualidade de vida e valorização dos servidores municipais. Destaque para a criação dos novos planos de cargos e salários dos servidores da administração direta, da Guarda Civil Municipal, do magistério e dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias.

Além disso, o vale-alimentação dos servidores efetivos foi reajustado, passando de R$ 543 para R$ 600. Categorias que não recebiam o benefício, como agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, passaram a contar, também com 50% do valor. Além disso, foi sancionada lei que garante o aumento do valor do tíquete-feira.

“São conquistas merecidas pelo funcionalismo municipal e medidas que motivam nossas equipes, o que tem reflexo na qualidade dos serviços prestados à população. Outro impacto importante é na economia local, já que há uma injeção maior de recursos no mercado, com efeitos positivos nos setores de comércio, serviços, dentre outros”, destaca o prefeito Victor Coelho.